• Capa_abril_Site-100.jpg

O Grupo Parlamentar do PSD apresentou, na Assembleia Legislativa da Madeira, um Voto de Solidariedade com comunidade portuguesa na África do Sul, pela intensificação dos protestos e da onda de violência naquele país.

Nos últimos dias, várias cidades da África do Sul foram invadidas por manifestantes, intensificando-se os protestos e a onda de violência naquele país. Centenas de lojas foram roubadas e destruídas, estradas fechadas, carros e camiões incendiados. Dezenas de pessoas ficaram feridas, sendo que já se registam detidos e mortos.

Esta situação tem afetado a comunidade portuguesa naquele país, nomeadamente os empresários madeirenses que, nas cidades com mais protestos, têm os seus investimentos. Esta comunidade contempla centenas de milhares de portugueses, sendo pilar da nossa língua e da nossa cultura no continente africano, reforçando elos antigos a África.

A par da realidade pandémica, com milhares de casos de COVID-19 diários e centenas de mortes, os nossos emigrantes são, agora, confrontados com uma onda de violência que coloca em causa a tentativa de recuperação económica, a tão almejada paz social e, em última instância, a sua vida.

O PSD entende, por isso, que a intervenção portuguesa, através das suas instituições, tem obrigação de ser diplomática e de acompanhamento local a todos os portugueses espalhados pelo mundo, nomeadamente os que, agora, padecem com esta situação em particular que prejudica, fortemente, os empresários da nossa Região.

Na Madeira, o Governo Regional e esta própria Assembleia têm vindo a acompanhar as suas comunidades e estes acontecimentos, em concreto, tudo fazendo para zelar pelo seu processo de inserção, mantendo os contactos necessários com vista à melhoria global das suas condições de trabalho e de vida.