• bannerSitePSDM3jan2020.jpg

O Grupo Parlamentar do PSD destacou hoje a dinâmica empresarial na Madeira, potenciada pelo desagravamento fiscal resultante da governação do PSD, liderada por Miguel Albuquerque.

"Tem havido uma atenção especial ao tecido empresarial", afirmou Eduardo Jesus, salientando que o PSD acredita que "é através do conjunto das empresas que existem na Região que podemos promover mais e melhor emprego".

É com esse objetivo, referiu, que "o Governo tem diligenciado no sentido de apoiar a atividade económica de várias formas". Uma delas tem a ver precisamente do com desagravamento fiscal, em particular em termos de IRC. 

Segundo Eduardo Jesus, o grande "propósito" desta medida é libertar as empresas  "do encargo do imposto para poderem investir mais, requalificar e modernizar e, dessa forma, criar mais emprego, através do aumento e da melhoria da qualidade de produção, fazendo com que a indução económica dessa redução de impostos se faça sentir".

O deputado lembrou que "a Madeira tem, neste momento, a taxa de IRC mais baixa de Portugal" (13%), sendo esta uma medida que abrange as empresas com matéria coletável até 15 mil euros, o que significa a grande parte do tecido empresarial, ou seja, acima dos 90%. "Isso faz de nós a Região do país com esta atenção especial às empresas, que é penalizá-las menos nos impostos para que elas possam repercutir na sua atividade esse aligeirar dessa mesma carga."

Eduardo Jesus salientou ainda que, "em 2019", o efeito que se fez sentir na redução do IRC para as empresas é mais do dobro daquele que se tinha feito sentir em 2018", sendo a consolidação de um processo que teve início com a gestão das contas públicas e com incentivos ao crescimento económico.

O deputado falava numa visita à SOCIPAMO, uma empresa com uma grande dimensão e importância no tecido empresarial, que opera no setor da panificação, com mais de 150 trabalhadores, e que consome, na sua produção, mais de 5 toneladas de farinha por dia.