• bannerSitePSDM3jan2020.jpg

O Grupo Parlamentar do PSD entregou hoje na Assembleia Legislativa da Madeira um Voto de Solidariedade com a população afetada pelo ciclone Idai, em Moçambique, Zimbabué e Malawi.

O PSD refere que a passagem do ciclone provocou "um rasto de destruição e a morte de centenas de pessoas" e deixa o apelo para que a solidariedade internacional e em especial da CPLP - Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, nos quais se incluem Portugal, em particular com Moçambique, na qualidade de país irmão.

"Toda esta situação, que não pode deixar ninguém indiferente, tem sido alvo de uma enorme onda de solidariedade de diversos países, quer através da ajuda no palco das operações de resgate, quer através de donativos em dinheiro ou em género pelas entidades governamentais, por entidades e associações e pelo cidadão individual", salienta do PSD. Uma ajuda "que não deve esmorecer, sobretudo por parte dos países de língua portuguesa, que têm o dever de estar na linha da frente no apoio a este povo irmão, fazendo tudo o que estiver ao seu alcance para que a situação possa ser o mais rapidamente minimizada, seja no que diz respeito à proteção civil, seja na disponibilização de bens essenciais".

O PSD expressa, assim, a sua solidariedade com a população dos países afetados, em particular Moçambique, mas também o Zimbabué e o Malawi, fazendo votos para que o auxílio da comunidade internacional se intensifique e que a ajuda humanitária, por parte da ONU e das demais organizações e associações, consiga chegar, de forma efetiva e cabal, às pessoas afetadas.