• bannerSitePSDM3jan2020.jpg

O Grupo Parlamentar do PSD visitou hoje as instalações da delegação da Associação de Familiares e Amigos dos Doentes de Alzheimer para conhecer o trabalho “de grande valor que a Associação desempenha, não só em favor dos doentes, mas também no apoio aos familiares que cuidam destas pessoas”, conforme salientou João Paulo Marques.

O deputado afirmou que, “hoje em dia, é inegável o papel fundamental e de grande valor que desempenham os cuidadores informais e a melhor forma de reconhecer esse trabalho e essa dedicação é oferecendo a essas pessoas as melhores condições para que possam cuidar dos seus familiares em casa”.

Seja na Região ou em todo o país, João Paulo Marques disse ser “urgente cuidar de quem cuida e, por isso, a Madeira pode orgulhar-se ser a primeira região do país a avançar com o estatuto do cuidador informal”. “Um documento que dará um conjunto de direitos e deveres a quem cuida, principalmente ao nível dos cuidados de saúde, do apoio psicológico e da formação técnica, que vai permitir garantir a prestação de cuidados com maior segurança”. E no qual está ainda previsto o pagamento de um apoio financeiro mensal aos cuidadores informais, “que visa precisamente fazer face à disponibilidade que é necessária por parte dos cuidadores, mas também para compensar as despesas em que estas pessoas incorrem para cuidar dos seus familiares”.

Segundo o deputado, “com esta proposta de estatuto do cuidador informal, o Governo Regional prova, por mais uma vez, que a intervenção social e o apoio social são uma das áreas prioritárias da governação, não só apoiando quem mais precisa, mas, com o estatuto do cuidador informal, cuidando de quem cuida e dando condições para que os familiares possam cuidar dos seus doentes em casa, que é onde deles precisam e onde merecem estar”.