• bannerSitePSDM3jan2020.jpg

O Grupo Parlamentar do PSD considera que a proposta de Orçamento da Região para 2019 "é excelente a vários níveis", comungando da opinião do vice-presidente do Governo Regional de que será das "melhores propostas que ultimanente se apresentaram".

Por várias razões, destacou o deputado Carlos Rodrigues. A começar pelo facto de ter sido construída "com o objetivo de criar melhores condições para, essencialmente, as famílias, e não só, ao contrário do que muitas vezes acontece, para as famílias menos favorecidas.É um orçamento que é muito apontado para a classe média".

Segundo Carlos Rodrigues, é também um orçamento "com medidas que têm um impacto direto e imediato no aumento do rendimento disponível dessas mesmas famílias", como são disso exemplo a proposta que inclui o kit bébé, a diminuição de 40% nos custos das creches, o estabeleciemnto de uma tarifa máxima de 40 euros para os passes sociais e o apoio às viagens dos estudantes, que era uma medida que já tinha sido anunciada, mas que está materializada neste orçamento.

Tudo isto, acrescentou o deputado, "mantendo o desagravamento fiscal que desde 2015 tem vindo a ser feito, quer em sede de IRS, quer também em sede de IRC". Carlos Rodrigues salientou que "um dos principais motores da economia da Madeira é o investimento e esse investimento está também presente neste orçamento, especialmente no que diz respeito ao setor da saúde, que tem um aumento bastante considerável".

Carlos Rodrigues afirmou ainda que, tendo em conta as reações e comentários, é um "orçamento que vai ao encontro de todas as questões que a própria oposição levantou". "Notamos de forma satisfatória que tem dificultado a argumentação que eles têm apresentado, que é de facto uma argumentação muito ténue, perante uma proposta que é tão evidente, tão factual e que traz, de facto, melhorias na vida de todas as famílias da Região e também das empresas".

O deputado sublinhou também que este orçamento é o resultado de um trabalho de continuidade do Governo Regional e que é possível graças ao esforço de consolidação das contas da Região.