• bannerSitePSDM3jan2020.jpg

Procurando repor a verdade numa óptica de justiça e de interesse público de todos os cidadãos, vem a JSD/Madeira desmentir os factos noticiosos avançados hoje pela RTP-Madeira na sua edição do telejornal nos seguintes termos e com os seguintes fundamentos:

  1. A Juventude Social-Democrata define-se como uma estrutura plural que respeita e aceita os valores da Democracia, nomeadamente o direito à manifestação.
  2. Assim sendo, nunca nenhum dirigente da actual estrutura regional procurou limitar ou diminuir o direito à manifestação de qualquer cidadão madeirense, muito menos em manifestações silenciosas.
  3. Além do mais nenhum dos elementos constantes da dita reportagem é actualmente dirigente da JSD/Madeira ou dirigente em qualquer estrutura local da Juventude partidária a que presido.
  4. Só por desinformação ou por má-fé vêm os jornalistas do referido meio noticioso colar a JSD a atitudes civicamente reprováveis numa tentativa subtil de contra-informação que tem como único intuito iludir os telespectadores, levando a crer que na família social-democrata não se respeita valores como a igualdade, respeito pela diferença e a tolerância.
  5. Enquanto estiver na liderança da nossa estrutura jamais permitirei que o bom nome da JSD/ Madeira seja lesado ou utilizado de forma vã e mal-intencionada por quem produza informação nesta Região. Assumiremos sempre a responsabilidade pelos nossos actos e nunca por aquilo que terceiros nos quererão imputar.
  6. Reiteramos a nossa total disponibilidade para esclarecer todas as informações que forem necessárias na certeza de que em nenhum momento a nossa conduta incentivou, propiciou ou criou situações que pudessem lesar os direitos constitucionalmente protegidos. Em política não pode valer tudo.

 

O Presidente da Comissão Política Regional
Bruno Miguel Melim