• bannerSitePSDM3jan2020.jpg

Em resposta a notícia de hoje do JM cumpre aos Deputados Municipais do PSD do Porto Moniz esclarecer o seguinte:

1. Ficamos surpreendidos com o ataque pessoal feito pelo Senhor Presidente da Câmara Municipal do Porto Moniz (CMPM) no que respeita à residência dos deputados municipais do PSD. Já o antigo ditado diz: “quem tem telhados de vidro não atira pedras ao vizinho”.

2. Grave é, todos sabermos, que 100% do executivo socialista da Autarquia do Porto Moniz, não residir, não estar presente ou não ser do concelho. Todos os Vereadores socialistas residem fora do Porto Moniz, assim como, o Chefe de Gabinete, o Adjunto e o Secretário.

3. O único que supostamente pernoita alguns dias no concelho, e que não é natural do Porto Moniz é o Presidente de Câmara. Mesmo esse, há muito abandonou as suas responsabilidades como presidente da Autarquia, ‘emigrando’ para o Funchal para servir os interesses de quem manda no seu Partido, fazendo figura de corpo presente em estratégias partidárias bicéfalas, que em nada beneficiam os portomonizenses. Neste sentido, o PSD apresentou, na última Reunião de Assembleia Municipal, um voto de protesto pela ausência reiterada do presidente da Câmara.

4. Lamentavelmente, este executivo tenta, também, criar manobras de diversão para desviar a atenção do essencial. Há duas semanas três pessoas ficaram feridas depois de terem sido colhidas por uma onda no Porto Moniz e tiveram de ser assistidas no Hospital. Ainda assim, os socialistas do Porto Moniz chumbaram a proposta do PSD que visava a implementação de perímetros de segurança para que as pessoas pudessem assistir ao espectáculo do mar em segurança.

5. Em momento algum, na proposta apresentada, os Deputados Municipais colocaram em causa o trabalho dos SANAS, dos Nadadores Salvadores ou de outros elementos de socorro, que têm feito um trabalho extraordinário e exemplar, muitas vezes superando expectativas e excedendo as suas responsabilidades.

6. O que está em causa é a inércia da CMPM, entidade responsável pela Proteção Civil do Concelho e que de demite das suas responsabilidades. Aquilo que o PSD propôs foi a criação de um Documento Estratégico Municipal que visa a Organização e Planeamento dos Serviços de Socorro – princípios que o Senhor Presidente desconhece. Mais uma vez o edil mente nas suas declarações, distorcendo o conteúdo da proposta do PSD e aproveitando-se da boa vontade dos colaboradores a cargo da Instituição SANAS.

Funchal, 9 de março de 2019

Os Deputados Municipais do PSD da Câmara Municipal do Porto Moniz