• bannerSitePSDM3jan2020.jpg

Os TSD/Enfermeiros congratulam o Governo Regional pela implementação do Sistema de Triagem e Aconselhamento Telefónico (STAT). Trata-se de um novo serviço que funciona 24 horas por dia, no qual dois enfermeiros dão apoio em permanência a todos os utentes que ligam para as ocorrências do 112.

Este é mais um serviço de atendimento, de triagem e de priorização das ocorrências em situação de emergência que o Serviço Regional de Saúde colocou ao serviço da população.

Os TSD/Enfermeiros destacam que este novo sistema permite, por um lado dar uma resposta mais célere em casos de situações críticas. Por outro lado, permite prestar apoio, numa primeira linha de atuação, indicando ao utente qual a melhor forma de proceder/atuar.

De salientar que o Serviço de Emergência Médica Regional da Madeira melhorou com este novo serviço pois tem agora a capacidade de fazer uma interação entre o pré e o inter-hospitalar, fundamental para a eficácia da prestação de cuidados, e assim servir a nossa população, que nos procura nos momentos de maior vulnerabilidade.

Lembramos que muitos utentes ligavam para a linha SOS 24 no Continente, sendo atendidos telefonicamente por pessoas que se encontravam em território Continental. Agora os utentes madeirenses são atendidos e aconselhados por enfermeiros que estão a Madeira.

Lembramos também que são os enfermeiros que, todos os dias, fazem a triagem no Serviço de Urgência do Hospital Dr. Nélio Mendonça. Muitas vezes as pessoas que nos procuram, recorrem a este serviço por alguma insegurança e algum desconhecimento. Agora, com um simples e rápido aconselhamento telefónico, os utentes poderão ver resolvidas as suas situações, evitando a ida à urgência, com benefícios para todas as partes.

Os utentes beneficiam porque são deslocados de forma célere em casos agudos e verdadeiramente graves para o Hospital, enquanto outros utentes evitam deslocações desnecessárias.

Os TSD/Enfermeiros acreditam que o STAT vai ter capacidade para reduzir o número de afluências aos serviços de urgência do Hospital Dr. Nélio Mendonça.

Aproveitamos para exaltar a postura do Governo Regional, que ao introduzir este serviço e ao colocar os enfermeiros neste atendimento comprova a confiança que deposita nestes profissionais.

Infelizmente, o mesmo não se pode dizer acerca do Governo de António Costa que tudo tem feito para desvalorizar e prejudicar a classe, adiando uma negociação que há muito já se iniciou com este governo. Basta olhar para a conjuntura que se vive a nível do Continente, com descontentamento geral que tem levado a greves prolongadas altamente prejudiciais para os doentes e excessivamente lesivas para o Estado em termos financeiros.