• Capa_abril_Site-100.jpg
Notícias
  Sábado, 26 Novembro 2016

O PSD denunciou hoje a destruição do Caminho Real nº 23, no concelho de Santana.

Numa deslocação ao local, agora denominado de Caminho Antigo da Achada Simão Alves, o deputado Paulo Freitas lembrou que os caminhos reais "são um retrato da história do povo madeirense, fazem parte da memória coletiva e são um exemplo da grande dificuldade que os nossos antepassados tiveram em fazer as ligações entre as várias freguesias da ilha da Madeira para que pudessem circular não só mercadorias como também as próprias pessoas". Trata-se, por isso, de um património que importa preservar.

No caso do Caminho Real nº 23, que foi alvo de uma intervenção por parte da Câmara, em vez de se manter "o formato inicial do caminho, decidiu-se substituir a sua calçada específica e característica  por cimento". "Como se tal não bastasse", afrmou o deputado, o bucho que ladeava o caminho foi também substituído por muros de cimento.

Paulo Freitas sublinhou que "o PSD é a favor que se recupere as redes viárias de Santana e que se dêm melhores condições de acessibilidade às pessoas que nestes caminhos e noutros circulem diariamente", mas não concorda que, "em vez de recuperar, se destrua o património", o qual não só representa um retrato da nossa história como também é importante num concelho que "deveria ver no turismo um pilar base para a sua dinamização".

Curiosamente, o Caminho Real Nª 23 inicia-se junto a uma casa de colmo, ainda habitada, a primeira com que os turistas se deparam ao sair no acesso a Santana Sul, sendo ponto de paragem para a captação de imagens.

Casa essa que é também exemplo, segundo o deputado, de uma outra má decisão da Câmara, uma vez que, tal como outras, foi alvo de recuperação, mas de uma forma "atabalhoada" e "sem rigor". "Está a ser feita de uma forma que não privilegia o saber", referiu, salientando que nem todos dominam a técnica necessária para a cobertura daquele tipo de casas. Só nesta casa, adiantou, a Câmara gastou cinco mil euros, mas a má recuperação faz com que a chuva chegue ao seu interior, apodrecendo a madeira que lá existe.

Álbum da iniciativa

Vídeo