• Capa_abril_Site-100.jpg
Notícias
  Segunda, 3 Outubro 2016

O presidente da autarquia do Funchal está mais preocupado com a “campanha interna da filial regional do PS”, do que com os verdadeiros interesses da população funchalense, disse hoje o PSD-Madeira em conferência de imprensa na sede do partido.

O edil, que passou três anos a fazer “zero” pelos funchalenses, não tem qualquer pudor em fragilizar, nem em pôr em causa o actual líder socialista, gastando rios de dinheiro em auto-promoção e em marketing pessoal, numa altura em a cidade vive momentos dramáticos aos níveis da habitação e do emprego, disse o presidente da concelhia do Funchal.

Pelo Funchal e pelos funchalenses o presidente da CMF fez ‘Zero’, refere Carlos Rodrigues. “Fez zero pelos idosos, zero pelos comerciantes, zero de investimento, zero pelas zonas altas. A cidade passou a ser um modelo de má-gestão, desleixo e caos”.

Na Câmara vive-se um mau ambiente, com o autarca funchalense a afastar quem o incomoda – vereadores, a presidente da Assembleia Municipal e funcionários – para depois povoar as empresas municipais com camaradas e amigos. A CMF transformou-se numa agência de publicidade, numa corretora de favores, num espaço de perseguição e compadrio e numa máquina ao serviço de ambições pessoais, sublinhou o presidente da concelhia do Funchal.
Carlos Rodrigues acusa o autarca de extravasar frequentemente as suas competências multiplicando-se em iniciativas dispersas e disparatadas, pois esta vereação está “mais preocupada consigo própria e com os seus objectivos pessoais, mais preocupada em enfrentar o Governo Regional do que em resolver os problemas da cidade”.