• Capa_abril_Site-100.jpg
Notícias
  Segunda, 9 Maio 2022

O Grupo Parlamentar do PSD apresentou, na Assembleia Legislativa da Madeira, um voto de saudação pelo Dia Internacional do Enfermeiro, que se celebra a 12 de maio, enaltecendo a sua enorme capacidade de trabalho, dedicação, empenho e coragem, bem como, o seu papel nos sistemas de saúde.

Esta data remete para o aniversário de Florence Nightingale, considerada a fundadora da Enfermagem moderna, e foi determinada pelo Conselho Internacional de Enfermagem.

Em 2021, e de acordo com a Ordem dos Enfermeiros, existiam mais de 80 000 enfermeiros portugueses em atividade. Na Madeira, em particular, mais de 2400.

Este ano, o tema definido por este Conselho, para celebrar os Enfermeiros no mundo e a Enfermagem, foi “Enfermagem: Uma Voz para Liderar – Investimento na Enfermagem e Respeito aos seus Direitos para Garantir a Saúde Global”.

Este é um tema que ganha bastante enfâse se tivermos em conta o reconhecimento, a preponderância e a importância que os enfermeiros tiveram durante a pandemia de COVID-19, altura em que a prioridade recaía sobre a salvaguarda da saúde pública, sem esquecer a eficaz e humanizada prestação de cuidados de saúde.

Ultrapassada a fase mais crítica, os enfermeiros, considerados verdadeiros protagonistas na arte do cuidar, continuam a procurar o seu verdadeiro reconhecimento profissional, numa altura em que, em Portugal, as dificuldades continuam a ser muitas. Aliás, isso mesmo é reiterado pela Bastonária que afirma que “o Executivo entrega à Saúde pouco mais de 5% do seu programa” e que “não deixa de ser simbólico que nos quatro desafios estratégicos desenhados até 2026 não apareça a palavra Saúde”.

Na nossa Região, por outro lado, o Governo Regional tem feito um esforço para valorizar o crucial trabalho dos enfermeiros, através da melhoria das infraestruturas, no aumento das certificações de qualidade e de contratações, na resolução de vínculos precários e no descongelamento de carreiras.

E este trabalho é reconhecido pela própria Ordem dos Enfermeiros que, no ano transato, reiterou que a situação no arquipélago é muito melhor do que em Portugal Continental.

Celebrar a enfermagem e priorizar a saúde global é, sem dúvida, um mote para reforçar a profissão. E isso deve ser feito de forma concisa. Na Madeira, os enfermeiros continuarão a ser celebrados, através da melhoria das suas condições de trabalho e da sua progressão.