• Capa_abril_Site-100.jpg
Notícias
  Quarta, 23 Fevereiro 2022

O deputado Bruno Melim afirmou, hoje, numa intervenção, na Assembleia Legislativa da Madeira que “enquanto, ao nível nacional, jovens de todo o País recebem agora computadores prometidos pelo Senhor primeiro-ministro, há mais de 20 meses, na Madeira sente-se e respira-se um vento de empreendedorismo, inovação e tecnologia que desembocam na criação de novos negócios”.

Bruno Melim sublinhou que “quando se fala de tecnologia na Madeira não estamos a falar apenas em 21 milhões do PRR para modernizar e investir nas Escolas, não estamos a falar de forma célere e rápida de como, sobretudo os alunos do 1.º escalão, receberam um equipamento eletrónico para acompanhar as aulas quando estas eram à distância, falamos de uma onde Região, entre residentes e turistas, se criaram sinergias para que se aumente o investimento local, se dinamizem as vilas e as cidades e se contribua, positivamente, para o multiculturalismo entre jovens e velhos, na escola, no desporto ou nos negócios”.

O deputado referiu que, hoje em dia, a tecnologia desemprenha um papel fundamental na nossa vida. “Além das facilidades que incorporou e sem as quais já não conseguimos viver, permite-nos competir num mundo sem barreiras em que as condições exógenas próprias das economias regionais não se verificam.”

Garças à tecnologia, sublinhou, “podemos trabalhar da Madeira para o Mundo, do Mundo para a Madeira”, referindo que já existem ecossistemas próprios que empregam madeirenses nascidos e criados na nossa Região, que, através da sua terra natal, trabalham para todo o mundo com salários, na esmagadora maioria das vezes, mais altos do que aqueles que exercem na sua profissão física e, por vezes, qualificada na Madeira.

Contudo, adiantou, “para que se crie esta Madeira de Oportunidades verifica-se o trabalho de vários madeirenses ao longo dos anos” e “a Start-Up Madeira teve em todo este processo um papel determinante na formação de quadros, de homens e mulheres competentes e cidadãos ativos, conscientes e despertos, no planeamento e análise de investimentos que se traduziram em ganhos para a nossa Região”.

Bruno Melim salientou que, numa atividade que vai muito para além do apoio às ideias de negócio e respetiva viabilidade, é também a Start-Up Madeira responsável pela dinamização dos apoios locais e de ligação das empresas à universidade, nomeadamente, as áreas de investigação. “Cumpre referir que em matérias de ligação entre a UMa e as empresas, a Start.Up Madeira assume-se como o interlocutor que se conecta para uma maior eficiência do próprio funcionamento, estabilização e crescimento da oferta e da procura no setor privado”, disse.

O deputado, realça que, “por via de todas estas atividades ligadas à aposta na Inovação, Empreendedorismo e Tecnologia, hoje quem cursa programação não só tem emprego garantido, como tem a possibilidade de escolher onde quer trabalhar. E quem fala de programação fala de áreas conexas como o designer, computação ou desenvolvimento de softwares”.

E todas estas áreas representam um investimento adicional que se materializam em novas oportunidades. “São exemplos como o do David que ontem a partir da Start-Up Madeira, participou no maior evento de marcas desportivas do Mundo para promover o seu produto criado na Madeira, ou o Thomas que vindo da Eslováquia decidiu fixar-se na Madeira para desenvolver softwares conexos para grandes instituições mundiais, a partir do Caminho de Santo António que revelam que o digital e os novos programas não são uma realidade longínqua, mas sim uma realidade físicas e existente. É um desígnio não só para os empresários do presente, como também, um caminho para todos os jovens que não querem uma vida tradicional.”