• Capa_abril_Site-100.jpg
Notícias
  Quinta, 27 Janeiro 2022

“Quando pensamos numa governação que seja capaz de privilegiar a classe média – fortemente afetada pela pandemia – garantindo mais riqueza, melhores salários e mais rendimento às famílias, é evidente que não estamos a falar nem a pensar na governação de António Costa, falhada em toda a linha no que respeita à política económica e social do País” reafirmou, hoje, a candidata pela coligação PSD/CDS “Madeira Primeiro”, Sara Madruga da Costa, que, em contrapartida, faz questão de relembrar que o Programa Eleitoral do PSD, liderado por Rui Rio, corresponde a estas necessidades.

“Um dos grandes desígnios e compromissos do PSD é o de possibilitar melhores empregos às pessoas e, consequentemente, proporcionar melhores salários, é precisamente isso que prevê o nosso Programa Eleitoral nacional e que o nosso candidato a Primeiro-ministro Rui Rio se compromete a fazer no próximo Governo, com claros benefícios para a Região”, vincou, a este propósito, a candidata.

Sara Madruga da Costa que, lamentando o facto de Portugal ter uma classe média “geralmente desvalorizada nas suas necessidades e sempre a primeira a pagar a fatura das medidas que são impostas pelo Estado”, é taxativa ao afirmar que, a 30 de janeiro, “todos temos a oportunidade de mudar esta realidade e de inverter esta tendência”.

“Nos últimos seis anos, tivemos um Governo da República que nunca se preocupou com o futuro nem soube investir nas novas gerações, que nunca fez questão de construir um presente melhor para todos os Portugueses e que, inclusive, governou, sempre, na base das promessas que nunca chegou a cumprir”, remata a candidata, reforçando a esperança que, nesta conjuntura, o PSD representa.