• Capa_abril_Site-100.jpg
Notícias
  Quarta, 26 Janeiro 2022

“Temos um projeto e uma equipa que coloca a Madeira em primeiro lugar e temos, acima de tudo, a certeza de que, em todas as circunstâncias, somos os únicos a defender o interesse superior desta Região e é nisso que temos de estar focados, ainda mais, para vencermos as Eleições do próximo dia 30 de janeiro” afirmou, esta manhã, o cabeça-de-lista da coligação PSD/CDS “Madeira Primeiro”, Sérgio Marques, à margem de uma iniciativa que teve lugar na Rua dos Netos.

Ocasião em que fez questão de reforçar os apelos à mobilização nesta reta final da campanha, sublinhando a necessidade dos Partidos que integram a coligação se manterem “unidos, ativos, determinados e empenhados em alcançar o melhor resultado, que será, sempre, aquilo que os Madeirenses e Porto-Santenses assim o desejarem”.

“Temos um compromisso com a população para cumprir na Assembleia da República e é esse compromisso que nos move”, disse, ainda, o cabeça-de-lista, fazendo, nesta oportunidade, um balanço bastante positivo daquele que tem sido “um trabalho de equipa e de grande proximidade à população, levado a cabo, em conjunto, por todos os candidatos, em todos os concelhos da Região”.

Ainda assim, reforça, “temos de ter a consciência de que não existem vitórias antecipadas nem candidatos eleitos antes da contagem dos votos e, por isso mesmo, o trabalho, a proximidade e a dinâmica desta candidatura serão para manter e reforçar até ao fim, com a mesma humildade que sempre tivemos e, claro, com a honestidade que a nossa população merece”.

Sérgio Marques que, na iniciativa de hoje, fez questão de reiterar a importância do próximo Governo da República a ser eleito no domingo “ser um Governo aberto, recetivo, empenhado e disponível para trabalhar a favor da Madeira, de modo a que, em conjunto, possamos avançar na resolução de dossiês que são de extrema importância para o nosso futuro e que, inexplicavelmente, continuam, ao fim de seis anos, pendentes na República”.

“Tal como precisamos de eleger, ao parlamento nacional, deputados que estejam verdadeiramente comprometidos com a Madeira e que assumam a defesa dos interesses dos Madeirenses como uma prioridade absoluta, também precisamos de ter, no Governo da República, vias de comunicação e de diálogo permanentes, através das quais façamos ouvir a nossa voz e possamos fazer valer as nossas legítimas aspirações e isso só será possível se, a 30 de janeiro, Portugal escolher um novo Governo”, disse, ainda, o cabeça-de-lista, reiterando que “o Programa nacional do PSD, de Rui Rio, apresenta essas garantias para a Madeira”.