• Capa_abril_Site-100.jpg
Notícias
  Terça, 18 Janeiro 2022

“A par dos preços elevados que são praticados na linha, o Secretário-geral do PS António Costa sentiu, hoje, na pele, na sua visita à Madeira, os condicionalismos que os Madeirenses enfrentam, no seu dia-a-dia, para entrar e sair desta Região, sempre que as condições meteorológicas adversas se fazem sentir, condicionalismos esses que podiam ser bem menos graves caso o Governo da República já tivesse cumprido com a instalação dos equipamentos de deteção das condições de turbulência no Aeroporto da Madeira“, afirma a coligação PSD/CDS “Madeira Primeiro”.

Equipamentos há muito identificados pelos dois Grupos de Trabalho “que o Governo da República fez questão de constituir, que nos deram razão e cujas conclusões – que, inclusive, reforçavam a urgência desta aquisição – acabaram por não ter qualquer efeito prático, até à data, pelo Governo Central”, lembram, “para prejuízo de um processo que já se arrasta há vários anos, que já foi lembrado, por diversas vezes, pelos deputados do PSD/M na Assembleia da República e que, quanto mais tarde arrancar, maiores dificuldades enfrentará na sua implementação”.

Isto “na medida em que é necessário avançar com a aquisição, a instalação e posterior testagem destes equipamentos, o que faz com que os seus benefícios só tenham expressão a longo prazo”, explicam os candidatos.

“Infelizmente, o Governo da República opta por adiar, recorrentemente, investimentos que são fundamentais à Região e, neste caso, estamos a falar de um investimento que é essencial à operacionalidade do Aeroporto da Madeira, a principal porta de entrada e saída dos nossos residentes, mas, também, dos nossos turistas”, rematam.