• Capa_abril_Site-100.jpg
Notícias
  Sábado, 13 Novembro 2021

Mais militantes, mais seções, mais núcleos de empresa e concelhias em toda a Região foram algumas das conclusões hoje evidenciadas no Conselho Regional dos Trabalhadores Social-democratas da Madeira (TSD/M), que teve lugar na sede regional do Partido. Um balanço extremamente positivo, apresentado pelo Presidente da estrutura, Amílcar Gonçalves, que, sublinhando a caminhada feita nestes últimos dois anos e, em particular, nas Autárquicas do passado dia 26 de setembro – assim como reconhecendo o contributo do Secretariado do Partido para os bons resultados alcançados – apelou ao reforço da dinâmica e de todo o trabalho desenvolvido para garantir a vitória do PSD/Madeira nas próximas legislativas de 30 de janeiro.

Mobilização e união contra um Governo da República que tem prejudicado, deliberadamente, a Madeira e um País que devia saber governar, particularmente os trabalhadores que, hoje, a vários níveis, enfrentam dificuldades e constrangimentos de diversa natureza aos quais é preciso corresponder.

“O que se passa em Portugal ao nível das remunerações da nossa força de trabalho é grave e o aumento irresponsável do ordenado mínimo, sem a devida correção dos níveis subsequentes, está a criar uma sociedade de operários, sendo de lamentar que, no nosso País, 66% da massa salarial corresponda ao salário mínimo”, disse, a este propósito, Amílcar Goncalves, afirmando que é também contra “este nivelar por baixo” do Governo das Esquerdas que é preciso lutar e unir esforços, sendo esta, aliás, uma questão prioritária para os TSD/Madeira. Amílcar Gonçalves que vai mais longe ao afirmar que a justiça social, tão apregoada por António Costa, não é a garantia de todos ganharem o mínimo, mas, sim, de auferirem os vencimentos que merecem na medida em que contribuem para a sociedade, sendo precisamente essa uma das causas da estrutura que lidera.

O programa de atividades desenvolvido mesmo em contexto de pandemia – nomeadamente as ações levadas a cabo na esfera social – foram também abordadas neste Conselho Regional, no qual houve ainda lugar para traçar o calendário interno previsto para os próximos meses. Para já, as atenções estarão centradas nas próximas legislativas antecipadas, com o Presidente dos TSD/Madeira a apelar a um forte contributo de todas as estruturas rumo a mais uma vitória do PSD/M em janeiro.

Acresce referir que, após o Congresso Regional do PSD/Madeira, anunciado para março de 2022, os TSD/Madeira deverão, também, realizar o seu Congresso, empossando novos órgãos.