• Capa_abril_Site-100.jpg
Notícias
  Terça, 2 Novembro 2021

A deputada Cláudia Perestrelo considera que a estratégia de vacinação contra a Covid-19 é, sem sombra de dúvida, uma batalha ganha, porque permitiu a retoma das rotinas laborais, o regresso às aulas e a recuperação económica, mas, acima de tudo, a retoma social, “há muito ansiada por todos”.

A deputada realçou que a primeira geração de vacinas contra a Covid-19 “cumpriu e continua a cumprir o seu propósito de uma forma que poucos esperavam, mas muitos sonhavam, colocou um travão no avanço da doença e revelou ser uma arma muito eficaz no controlo da pandemia”.

Contudo, segundo Cláudia Perestrelo, importa ter em conta as novas variantes, que se espalham mais rápido e atingem o ser humano com mais força, pelo que “é preciso continuar a proteger, a investigar e a vacinar”, havendo previsões que, em 2022, surja uma nova geração de vacinas contra a Covid, mais baratas, mais fáceis de produzir, de transportar e de administrar.

Sublinhando que temos de aprender a viver com esta nova realidade, a deputada referiu que é preciso continuar a afinar estratégias, a adotar comportamentos assertivos e a tomar decisões que protejam a nossa população.

Cláudia Perestrelo realçou que, na campanha regional de vacinação, foram mobilizados cerca de 200 profissionais de saúde, nos centros de vacinação espalhados pelos concelhos, afirmando que aderir à vacinação “é uma atitude altruísta”, uma vez que contribui para a proteção coletiva.

Com o controlo da pandemia, a deputada ressalvou que é preciso agora reorganizar os serviços e recuperar o que ficou para trás, havendo a preocupação de resolver todas essas situações.