• Capa_abril_Site-100.jpg
Notícias
  Quinta, 15 Abril 2021

No Dia Mundial das Artes, instituído desde 2012, pela International Art Association, que fez coincidir a data com o nascimento do famoso artista Leonardo Da Vinci, o Grupo Parlamentar do PSD visitou os trabalhos de restauro das obras de arte da Sé.

Na ocasião, o deputado Adolfo Brazão salientou que estes trabalhos seguem-se “ao magnífico restauro do retábulo do altar-mor e de outras pinturas da capela central” e referem-se à conservação e restauro dos tetos mudéjares, únicos em Portugal, na sua dimensão, do seu travejamento e das suas pinturas, acrescentando que esta é uma enorme obra, cofinanciada pelo FEDER, que custará cerca de 1.3 milhões de euros.

O deputado realçou que “a obra deste Governo Regional, no campo das artes, tem sido imensa”, dando como exemplo os trabalhos já realizados no Convento de Santa Clara e na Igreja de Machico. Além do restauro que será efetuado na Capela de São Paulo e a criação de mais espaços para exposições, concertos ou outras manifestações artísticas na Quinta Magnólia.

A par deste trabalho, Adolfo Brazão sublinhou que tem sido grande o esforço do Governo Regional no apoio a todos os agentes culturais, através de linhas de financiamento, de encomendas de serviços artísticos e de aquisição de obras em várias áreas. “Esta foi a forma encontrada para que os artistas possam continuar produzindo e tendo alguma fonte de rendimento, numa altura em que a crise a todos atinge”, disse.

Neste contexto, o deputado vê com alguma admiração que no meio dos contestatários que se concentraram há alguns dias naquela zona se encontrassem pessoas que usufruíram desses apoios e vêm agora reivindicar mais, como se nunca tivesse recebido qualquer apoio.

“É certo que as manifestações artísticas ainda estão muito condicionadas, mas, como todas as outras medidas de contenção da pandemia, poderão começar a abrir em breve, desde que a situação se mantenha no expectável”, afirmou.

E porque hoje se celebram as artes, o deputado aproveitou para relembrar que, durante o dia, os madeirenses poderão visitar gratuitamente os museus sob a tutela do Governo Regional.