• Capa_abril_Site-100.jpg
Notícias
  Sábado, 6 Março 2021

O Grupo Parlamentar do PSD deslocou-se, hoje, à Estrada Marechal Spínola, no Porto da Cruz, que sofreu um desabamento em dezembro passado e que será alvo de uma intervenção por parte do Governo Regional.

“Mais uma vez quem vem resolver os problemas da população do concelho de Machico é o Governo Regional, que, desde a primeira hora, manifestou disponibilidade para fazer esta obra, não obstante ser uma estrada municipal, e, por conseguinte, sob a égide da Câmara Municipal de Machico”, salientou Cláudia Gomes, referindo que o Executivo madeirense “procedeu, de imediato e com carácter de urgência, a trabalhos preventivos, por forma a salvaguardar pessoas e bens”.

Após esta primeira intervenção, adiantou, foi dado início ao procedimento concursal, que obriga a trâmites legais, pelo que se prevê iniciar a empreitada em abril deste ano, “demonstrando que em pouco tempo já se fez muito”.

A deputada realçou que o presidente da Câmara Municipal de Machico tinha conhecimento do risco de desabamento daquela estrada, desde 2013, mas, durante oito orçamentos municipais, nunca contemplou nenhuma verba para sua reparação.

Sublinhou ainda que o Governo Regional não o poderia ter feito antes, pois esta estrada não faz parte do património da Região: “Intervém agora, em virtude do seu desabamento ter provocado estragos nas margens da ribeira e no seu normal funcionamento e porque a população não pode ser privada dos seus acessos, por clara negligência da autarquia.”

Cláudia Gomes reforçou, que, “independentemente da cor partidária, o Governo Regional continua a ser solidário com a população de Machico e, neste caso, do Porto da Cruz, realizando obra e propondo o seu pagamento” e lembrou que este não é um caso único.

Segundo a deputada, foi assim também com a obra de reconstrução da estrada de acesso ao Porto da Cruz, realizada no anterior mandato, que custou cerca de 8 milhões de euros. Sem esquecer a questão do cemitério do Porto da Cruz: “Neste caso, o Presidente do Governo Regional, em 2019, assumiu que iria apoiar a obra, mas, na verdade, a Câmara Municipal de Machico, até a presente data, ainda não fez o projeto nem indicou o respetivo orçamento, demonstrando, mais uma vez, a má gestão camarária nos destinos deste concelho”, recordou.

Neste contexto, a deputada sustentou que “o facto é que as obras falam por si, demonstrando mais uma vez que é o Governo de Miguel Albuquerque quem mais investe em Machico”.