• jan_21_banner.jpg
Notícias
  Sexta, 13 Novembro 2020

“É fundamental que seja encontrada uma solução intermédia e equilibrada que, salvaguardando a saúde pública da população, encurte o período de isolamento dos estudantes que regressem à Região no Natal e, nesta lógica, a testagem no continente, antes da viagem, cumpre, à partida, esse objetivo”, afirmou Bruno Melim, à margem da primeira Comissão Política da JSD/M, realizada após o Congresso Regional do passado fim-de-semana

Depois do XXIII Congresso Regional, realizado no passado fim-de-semana, a nova direção dos Jovens Social-democratas reuniu a sua Comissão Política, de forma a preparar os próximos passos e iniciativas a concretizar, na base da estratégia a afirmar em três pilares essenciais: emprego, habitação e ambiente. Uma estratégia que, conforme sublinha o Líder da JSD/M, Bruno Melim, “envolverá ações concretas no terreno, mas, também, a auscultação às entidades que, na Região, tutelam estas áreas, no sentido de serem apresentadas à Assembleia Legislativa Regional, via Grupo Parlamentar do PSD/M, propostas que priorizem a juventude e que valorizem as suas necessidades e anseios”.

Bruno Melim que, na ocasião, fez questão de saudar a preocupação que tem vindo a ser manifestada, pelas entidades regionais, quanto ao regresso, em segurança, dos estudantes à Região, no Natal, defendendo, a este propósito, uma solução “intermédia e equilibrada” que, simultaneamente, salvaguarde a saúde pública e garanta o menor período de confinamento aos jovens que se deslocam para junto das suas famílias, nesta altura”. A dupla testagem, sendo a primeira das quais no continente e antes da viagem é, no entender do Presidente da JSD/M, “uma opção que permite corresponder a este objetivo, em vez dos estudantes realizarem os dois testes já depois de estarem na Madeira e serem obrigados a permanecer isolados durante o tempo que medeia a sua realização”.

Líder da JSD/M que, neste enquadramento, fez também questão de evidenciar o papel que os jovens podem e devem continuar a assumir no combate e contenção da pandemia na Região, num contributo que se espera reforçado pela estrutura que dirige, de modo “a que os jovens Madeirenses e Porto-Santenses possam ser, também aqui, exemplo”.

Ainda no âmbito da Comissão Política realizada, a JSD/M valorizou, quanto ao Congresso Regional promovido a 7 e 8 de novembro, todo o trabalho que, internamente, foi assegurado para a sua realização, as mais de quarenta intervenções registadas e, ainda, a adesão dos jovens militantes à votação, numa participação que superou o último ato eleitoral, em 2018.