• jan_21_banner.jpg
Notícias
  Domingo, 8 Novembro 2020

Na cerimónia de encerramento do XXIII Congresso da JSD/Madeira, o Presidente do PSD/M, Miguel Albuquerque, não só reforçou o seu apoio à estrutura como apelou aos mais jovens para que continuem a lutar pela Autonomia, pela liberdade e pelo progresso da Madeira. Ocasião em que deixou claro que a JSD/M é um alicerce essencial ao qual é preciso dar continuidade

“Há 40 anos que a JSD/M está na vanguarda e ao serviço da Região e é com os nossos jovens que iremos continuar a lutar contra a injustiça e a prepotência do Governo Central, em nome da Autonomia, da liberdade do povo madeirense e do progresso da Madeira”, afirmou, esta tarde, o Presidente do PSD/M, Miguel Albuquerque, na Sessão de Encerramento do XXIII Congresso da JSD/M. Presidente do PSD/M que, na sua declaração, não só reconheceu a importância desta estrutura como manifestou o seu apoio ao trabalho que foi feito e que é preciso continuar a fazer pela Madeira e pelo Porto Santo. Um trabalho que, vincou, terá sempre na sua base “o que é melhor para os Madeirenses e Porto-Santenses”.

Considerando a JSD/M como um dos alicerces essenciais do Partido e da própria Região e lembrando que é na JSD/M que são dados os primeiros passos na construção e afirmação política, individual e coletiva, Miguel Albuquerque sublinhou a importância da participação ativa e do contributo dos mais jovens para a evolução do Partido, evolução essa tendente a garantir as melhores decisões e medidas a implementar em nome da população.

Presidente do Partido que, numa alusão ao formato digital como este Congresso se realizou, atendendo às limitações decorrentes da pandemia, deixou também uma palavra de confiança e de esperança para o futuro, garantindo que o Governo Regional está preparado para ultrapassar mais este grande desafio e para continuar a lutar em nome do progresso, da qualidade de vida e do que o povo madeirense ambiciona e merece. 

“Há sempre espaço para melhorar”

Assumindo que “há sempre espaço para melhorar e crescer”, o recém reeleito Presidente da JSD/M, Bruno Melim, fez questão de reiterar, nesta Sessão de Encerramento, “o orgulho que sente na sua estrutura, nos jovens a quem quer dar ainda mais voz e na Social-democracia que é, sem dúvida, o garante de que a juventude conta e tem condições para evoluir, na Região”.

Bruno Melim que, reiterando as três áreas fundamentais para o mandato que agora se inicia – o emprego, a habitação e a sustentabilidade ambiental – garantiu que irá continuar a lutar, ao lado dos seus militantes, para que sejam criadas mais e melhores condições aos mais jovens e para que estes possam viver melhor e cumprir os seus sonhos, tanto na Madeira quanto no Porto Santo, “objetivos que só podem vir a ser alcançados com o PSD no poder, seja do ponto de vista regional seja local”.

“Sermos mais próximos, sermos melhores, sermos Social-democratas e pessoas com ideias e projetos a apresentar, é isto a que nos propomos até 2022”, sublinhou.

JSD nacional vinca importância da luta pela defesa da Autonomia

Elogiando o papel que o Governo Regional, na pessoa de Miguel Albuquerque, tem vindo a assumir no combate e contenção da pandemia COVID-19 na Região, o Líder da JSD nacional, Alexandre Poço, aproveitou a oportunidade para mostrar-se totalmente solidário com a JSD/M na defesa da autonomia e das causas que, atualmente, preocupam os jovens Madeirenses – seja a mobilidade, o crescimento económico ou a criação de melhores condições de emancipação para a juventude – e fez questão de afirmar que foi ao acreditar nessa luta que a Região conseguiu dar o salto evidente no seu desenvolvimento integral. “Uma luta que é para continuar”, reforçou.