• bannerSitePSDM3jan2020.jpg
Notícias
  Segunda, 19 Outubro 2020

Deputado alertou, nesta segunda-feira, para a necessidade urgente do Governo da República avançar com a regulamentação já aprovada na Assembleia da República e garante que os deputados do PSD/M eleitos à Assembleia da República irão exigir que o novo modelo de Subsídio Social de Mobilidade passe a estar inscrito no Orçamento de Estado para 2021

“É inaceitável que o novo modelo de Subsídio Social de Mobilidade não conste do Orçamento de Estado para 2021 e, da nossa parte, tudo faremos para que esta situação seja alterada e para que, de uma vez por todas, o Governo da República avance com a regulamentação já aprovada e torne real aquela que é uma pretensão legítima de todos os Madeirenses e Porto-Santenses”, assegurou, hoje, o deputado Paulo Neves, numa conferência de imprensa onde considerou grave que o Governo de António Costa mantenha esta Lei, aprovada no parlamento nacional, “dentro da gaveta”.

“Infelizmente o Governo da República tem demonstrado, neste dossiê e ao longo dos últimos anos, uma enorme teimosia, desconsideração e falta de respeito pelos Madeirenses e Porto-Santenses e pelos órgãos próprios do Governo da Região – seja o parlamento e o Governo Regional – e aquilo que exigimos, neste momento, é que não se adie mais uma solução que é vital e que tem todas as condições para avançar”, disse, na ocasião, o Social-democrata, vincando não fazer qualquer sentido que uma matéria tão importante para a Madeira continue a ser ignorada.

Segundo explicou, basta regulamentar uma Lei que já está aprovada, “ouvindo o Governo Regional, as Agências de Viagens, as Companhias Aéreas e todos os players envolvidos”, no sentido de que se encontre uma solução. Paulo Neves que vai mais longe ao afirmar que se do ponto de vista interno, o Governo Regional conseguiu encontrar uma solução no respeitante aos subsídios de mobilidade – concretamente no que toca às ligações para o Porto Santo ou mesmo o Programa implementado para os Estudantes Universitários que se encontram no continente – “o que falta aqui é vontade política, por parte da República”.

“Nós, deputados do PSD/M eleitos à Assembleia da República, iremos levar esta questão até às últimas consequências e tudo faremos para garantir que o novo modelo de Subsídio Social de Mobilidade passe a estar inscrito no Orçamento de Estado para 2021”, garantiu o deputado, que, nesta iniciativa, deixou claro que o PSD está e esteve sempre disponível para negociar e concertar posições, nesta e em todas as matérias do interesse da Região.

“Nós não somos os arrogantes nesta história, nem muito menos podemos ser acusados de falta de patriotismo, quando nos limitamos a defender os interesses dos Madeirenses e Porto-Santenses que o Governo de António Costa ignora e despreza”, rematou.