• bannerSitePSDM3jan2020.jpg
Notícias
  Quarta, 19 Agosto 2020

O Grupo Parlamentar do PSD considera que a retoma do turismo será extremamente importante para impulsionar a economia da Região, que se ressentiu pela situação de confinamento dos cidadãos e turistas a que obrigou a pandemia COVID-19.

“A retoma do Turismo é fundamental, pois este setor representa 26% do PIB da Região e dele dependem muitas famílias e empresas”, disse o deputado Rafael Carvalho, após uma visita do grupo parlamentar do PSD a unidades turísticas do concelho de Santa Cruz, o município a seguir ao Funchal com maior peso nesta atividade.

“Quando falamos de turismo, estamos a pensar não só nas unidades hoteleiras, mas também nas empresas de animação turística, nas agências de viagens, na restauração, no pequeno comércio, nos profissionais de táxis e também outros sectores”, acrescentou.

O deputado lembrou ainda que a retoma desta atividade é fundamental, referindo que o Governo Regional tudo tem feito para que esta seja uma realidade.  “Se por um lado temos que destacar o desempenho do Governo Regional, que, no âmbito desta pandemia, tem tomado medidas corajosas na salvaguarda da saúde e da proteção dos residentes e visitantes, com destaque para o sistema de triagem ao COVID-19 no Aeroporto, por outro lado é crucial, nesta fase, o investimento público na promoção e na atração de mais turistas para assegurar a sobrevivência das empresas e das famílias que dependem do sector do Turismo”.

Rafael Carvalho referiu a importância do setor não só ao nível regional como também dos municípios e das economias locais.

No caso de Santa Cruz, destacou o facto de existirem 30 empreendimentos turísticos, com cerca de 4000 camas, além de 50 empresas de animação turística e mais de 400 estabelecimentos de alojamento local.

“Acreditamos em Santa Cruz e na qualidade da sua oferta turística. Estamos num concelho que é a porta de entrada da Madeira e que junta a vertente urbana à rural, em que a população vive muito dos serviços e do comércio tradicional e ao dinamizar a economia e fomentar o emprego estamos a contribuir para o bem-estar das famílias e para a saúde financeira das empresas”, rematou.