• bannerSitePSDM3jan2020.jpg
Notícias
  Quarta, 12 Agosto 2020

O Grupo Parlamentar do PSD promoveu, neste Dia Internacional da Juventude, uma iniciativa junto ao Centro de Juventude do Funchal.

O deputado Bruno Melim enalteceu o “o papel dos jovens no futuro e na construção da Região, baseado no legado da Autonomia – um legado de igualdade de oportunidades”.

Para o jovem social democrata, é inegável “o investimento na melhoria das condições de vida pois quando falamos em Juventude, o PSD dá o exemplo. Veja-se o aumento das bolsas de estudo, os programas de habitação com especificidades para os jovens, como é o caso do PRAHABITAR, o investimento em programas de formação em contexto real de trabalho. Tudo representativo daquilo que é a aposta nas novas gerações.”

“Mas falar de Juventude é não esquecer que quando o Governo da República menospreza os compromissos assumidos para com as Regiões Autónomas, o Governo da Madeira investe, por exemplo, no Passe sub23 ou no programa Estudante InsuLar, para que todos os nossos jovens universitários tenham acesso a condições de transporte e de mobilidade, que não deveriam diferenciar os estudantes de nenhuma parte do país”, vincou Bruno Melim.

Para o Grupo Parlamentar do PSD, “o Governo Regional assume a sua preocupação com a Juventude, sendo exemplo recente a disponibilização de equipamentos informáticos aos estudantes, aquando da pandemia de COVID-19, combatendo assimetrias e fazendo a diferença”.

Para o jovem deputado, “tudo isto fica plasmado para o futuro ano letivo, bem como, o conjunto de medidas na economia e na saúde, ou no emprego, onde o Governo se comprometeu a dar mais condições aos estudantes, protegendo-os na entrada no mercado de trabalho, na criação de melhores condições para os trabalhadores independentes, muitos deles jovens, entre outras medidas que são mais do que razões para estarmos confiantes naquele que é o trabalho que se tem feito pela Juventude na Madeira”.

“Importa, igualmente, termos a consciência de que há, ainda, um caminho a fazer, um caminho de investimento para esbater assimetrias, algumas criadas por quem tem responsabilidades no retângulo nacional, aos jovens madeirenses”, finalizou Bruno Melim.