• bannerSitePSDM3jan2020.jpg
Notícias
  Terça, 28 Julho 2020

“A promessa expressa pelo Executivo de que admitiria 2 a 4 Bombeiros por ano constituiu uma verdadeira fraude política, típica de quem é mais dotado para remediar do que para resolver os problemas de fundo que afetam o concelho”, afirma o PSD

“O serviço que os Bombeiros Municipais prestam à população é fundamental para o desenvolvimento e para a segurança do nosso concelho e é lamentável que este papel, assim como a existência de um plano de investimento organizado e sustentado ao longo do tempo, na área da proteção civil municipal, não sejam uma prioridade para o Executivo”. É desta forma que os Social-democratas de Machico reagem ao facto de a Câmara Municipal de Machico não ter acautelado, conforme sua obrigação e no recente concurso para preenchimento de pessoal nesta área, “o número de profissionais que realmente o concelho necessita para fazer face às suas necessidades”.

O recente procedimento concursal para o preenchimento de 10 postos de trabalho afeto à divisão de Bombeiros Municipais é, assim e no entender do PSD Machico, “manifestamente insuficiente para as necessidades do Município e já foi alvo, inclusive, de correção por parte da Associação de Bombeiros Profissionais, Associação que defende a introdução urgente, neste concurso, da categoria de Bombeiro Sapador”, uma exigência considerada justa e que valoriza a profissão de Bombeiro e o próprio Município de Machico, vincam.

Social-democratas que recordam que a proposta de deliberação teve a aprovação da vereação PSD em reunião de câmara, atendendo a que a mesma implicava um reforço de efetivos municipais, ainda que alertem para a necessidade de mobilidade dos operacionais admitidos, no sentido de promover-se a equidade salarial no mesmo exercício funcional.  

“A promessa expressa pelo Executivo de que admitiria 2 a 4 bombeiros por ano constituiu, assim, uma verdadeira fraude política, típica de quem é mais dotado para remediar do que para resolver os problemas de fundo”, afirma o PSD, sublinhando que Machico necessita urgentemente de admitir novos Bombeiros Sapadores, mais de duas dezenas, de forma a que se garanta uma renovação progressiva do quadro atual, fundamental para prevenir o desgaste prematuro e continuar a prestigiar o desempenho reconhecido por todos.

“Investir nos bombeiros é também investir no Município e o Executivo tem esse dever de cidadania, de modo a estabelecer uma estratégia concertada e organizada nesta valência, sob pena de Machico ficar para trás em relação a outros concelhos”, rematam.