• bannerSitePSDM3jan2020.jpg
Notícias
  Terça, 16 Junho 2020

Comissão Política do PSD da freguesia de Gaula defende que as verbas que estavam destinadas às festividades entretanto canceladas devido à pandemia venham a ser aplicadas no apoio às famílias e aos comerciantes locais. Uma proposta que será apresentada, nesta quarta-feira, em Assembleia de Freguesia, com os Social-democratas a defenderem “mais apoio e menos demagogia”

“Quando temos verbas na Junta de Freguesia que estavam afetas a festividades entretanto canceladas – como é o caso da Festa de São João Latrão e de outras iniciativas comemorativas em Gaula – não existe qualquer motivo para que as mesmas não sejam afetas, nesta altura difícil, a quem mais precisa”. A afirmação é de Humberto Bettencourt, deputado eleito pelo PSD à Assembleia de Freguesia de Gaula, que, amanhã e durante a reunião desta Assembleia, irá propor “que as verbas que não serão gastas na programação deste ano possam ser canalizadas para as famílias e para os comerciantes locais que, devido ao COVID-19, perderam rendimentos e necessitam de todo o apoio para ultrapassar esta situação difícil”.

Humberto Bettencourt que apela a que a JPP, que “tanto tem criticado, através dos meios de comunicação social, o atraso dos apoios por parte do Governo Regional e que se diz ao lado das famílias e empresários” use, assim, uma verba que tem ao seu dispor para cumprir com a parte que lhe toca “e não se limite a fazer propaganda política sem atender, conforme devia, aos cidadãos da freguesia que, mais do que nunca, precisam de mais ação e menos promessas”.

Lembrando que, na última Assembleia de Freguesia, o seu Presidente tenha feito alusão a uma verba que estava destinada ao apoio a famílias e comerciantes, afetados com a perda de rendimentos devido à pandemia, o Social-democrata afirma “que essa ajuda ainda não foi disponibilizada” e espera que, amanhã, esta proposta, “sendo viável e exequível porque o dinheiro existe, venha a ser aprovada em prol daquele que é o interesse da freguesia e de todos os seus residentes, nesta altura em que todas as ajudas são poucas para garantir o regresso à normalidade”.

“É inaceitável que o Presidente da Junta ainda nada tenha feito pela sua população, estando mais preocupado em denegrir e em atacar as instituições do que em desempenhar o seu papel”, reforça Humberto Bettencourt, sublinhando que “este não é o tempo para demagogia, mas, sim, para trabalhar, conjuntamente, em nome da recuperação social e económica de Gaula”.