• bannerSitePSDM3jan2020.jpg
Notícias
  Terça, 19 Maio 2020

O deputado Social-democrata Paulo Neves, exigiu, hoje, ao Ministro das Infraestruturas, que o Governo da República ponha em prática, “com a máxima urgência”, o novo modelo de subsídio de mobilidade aprovado, no ano passado, na Assembleia da República. Paulo Neves que, sem compreender a demora desta resposta, exige rapidez e determinação para “que os residentes e estudantes madeirenses só paguem o valor respetivo pelo bilhete e não tenham de continuar a adiantar o valor do subsídio de mobilidade”.

O deputado do PSD/M eleito à Assembleia da República insistiu, também e a este nível, na proposta para que o subsídio de mobilidade aérea possa ser estendido a todos os portugueses. Uma proposta “que faz todo o sentido, especialmente num ano em que é necessário utilizar todos os meios que temos ao nosso dispor para promover o turismo interno, em Portugal”, vincou.

Paulo Neves que, na ocasião, fez também questão de apelar ao Ministro das Infraestruturas para que o Governo da República defina, rapidamente, uma estratégia para a TAP. “Estamos a falar de uma empresa estratégica para o país, seja economicamente, seja nas responsabilidades que tem para com as Regiões Autónomas e para com as Comunidades portuguesas espalhadas pelo Mundo”, disse, lamentando toda a instabilidade que se vive na TAP, em larga medida relacionadas com a incerteza quanto ao futuro da empresa.

Em declarações no final da reunião da Comissão de Economia, o Social-democrata chamou, ainda, a atenção para a mobilidade marítima, apelando ao Governo e aos Sindicatos para a necessidade de acertarem posições salvaguardando, sempre, o interesse dos cidadãos: “quando existe conflitualidade laborar nas empresas de logística, exige-se bom senso e respeito pela Lei para que os serviços mínimos com as Regiões Autónomas sejam sempre cumpridos”, concluiu.