• bannerSitePSDM3jan2020.jpg
Notícias
  Segunda, 18 Maio 2020

“Para fazermos face, com sucesso, a esta situação critica que estamos a viver em termos económicos, precisamos não só da ajuda nacional mas também da ajuda europeia e nós, deputados, estamos a fazer o melhor na Assembleia da República para que esta ajuda se possa concretizar no mais breve espaço de tempo possível e para que hajam sinais de esperança para a nossa Região, para os nossos trabalhadores e empresários e, claro, para as nossas famílias”. Esta foi uma das mensagens deixadas, hoje, pelo deputado do PSD/M Sérgio Marques que, no fim da reunião levada a cabo com a ACIF, fez questão de sublinhar a importância do trabalho conjunto que é necessário promover para que a Madeira ultrapasse o impacto resultante da pandemia, do ponto de vista económico.

Um trabalho que, conforme explica, carece da partilha de informação com os legítimos representantes do setor, até para fundamentar toda a intervenção que venha a ser feita, na Assembleia da República, na defesa da Madeira.

“Estão neste momento em preparação, nomeadamente em termos europeus, medidas que podem ser muito importantes para auxiliar a nossa situação de crise económica, medidas essas que devem ser complementadas pela ajuda nacional, com a qual estamos expetantes porque infelizmente tarda há demasiado tempo”, disse, na ocasião, o Social-democrata,  apoios com os quais a Região deve contar, para fazer face aos impactos extremamente profundos que as medidas resultantes do confinamento – que era imprescindível para conter a propagação do vírus – tiveram na economia regional.

“É preciso dar um passo em frente e defender, tanto do ponto de vista nacional quanto europeu, a Madeira, olhando para os mais de 40 mil trabalhadores que se encontram em Lay-off neste momento, para as muitas empresas que sentem tremendas dificuldades, muitas das quais sem condições para reabrir  - nomeadamente ligadas ao setor do turismo e do alojamento – e para a grande incógnita que existe em torno do transporte aéreo”, sublinhou o deputado do PSD/M eleito à Assembleia da República, vincando que é extremamente importante que a Região possa contar com a ajuda europeia e com as medidas que, em breve, serão propostas, pela Comissão, no âmbito do seu plano de recuperação económica que vai resultar da atuação conjugada dos novos fundos estruturais para 2021-2027.