• bannerSitePSDM3jan2020.jpg
Notícias
  Sábado, 7 Março 2020
O novo Regulamento de Quotizações, aprovado por unanimidade neste Conselho Regional, introduz melhorias substanciais face ao anterior, contempla isenções de pagamentos e pagamentos mais baratos (algo que antes não existia) e surge, por fim, para benefício e em resposta às necessidades dos nossos militantes, criando, ao mesmo tempo, condições mais atrativas para a captação de nova militância.
É o caso, por exemplo, dos Militantes da JSD/Madeira, que passam a pagar, apenas, 50% do montante da quota mínima em vigor.
Também os Militantes reformados ou aposentados – cujo rendimento individual mensal seja igual ou inferior ao ordenado mínimo regional definido para o respetivo ano, bem como os Militantes desempregados – passarão a pagar o correspondente a 50% do montante da quota mínima em vigor.
Beneficiam, ainda, de integral isenção do pagamento da quota, os Militantes desempregados sem subsídio de emprego.
Paralelamente e fruto da nova base de dados que, há um ano, está a ser construída e atualizada pela sede regional, a proximidade aos Militantes, pela via tecnológica, passa, também, a ser reforçada, com novas funcionalidades e uma maior dinâmica que atualmente se impõe.
Abre-se espaço, ainda, para que os Militantes possam efetuar o pagamento das suas quotas, cumprindo o seu dever, de 7 formas distintas, mais 3 do que no passado: Multibanco, Cheque, Transferência Bancária, Vale postal, Débito direto (SDD), Cartão de crédito e MB WAY.
“A Madeira está e estará sempre em primeiro lugar, assim como a salvaguarda dos nossos princípios e da nossa autonomia, enquanto Partido”, disse, a este propósito, José Prada, sublinhando que é exatamente isso que os Militantes – que representam a alma, o trabalho e a força do PSD/M - esperam. “Assim como esperam que sejamos nós a definir as nossas regras e exigem, acima de tudo, fazer parte de quaisquer mudanças que venham a ser feitas, sem que haja imposição de fora”.