• bannerSitePSDM3jan2020.jpg
Notícias
  Terça, 14 Janeiro 2020

“O Governo da República falhou com a Universidade da Madeira, ao não ter apresentado os estudos relativos à majoração do financiamento desta instituição – conforme assumido na anterior legislatura – e ao não ter previsto o necessário e prometido reforço de verbas, no Orçamento para 2020”. A afirmação é de Sara Madruga da Costa que, nesta terça-feira e no âmbito da audição ao Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, fez questão de vincar a necessidade de clarificar e resolver uma situação “que é urgente e que, em muito, tem vindo a condicionar a atividade desta instituição”.

“Na última legislatura – e nas inúmeras vezes em que trouxemos esta preocupação a este Parlamento – o Governo da República e, em particular, o Sr. Ministro, nunca respondeu, nem às perguntas que fizemos em sede de especialidade na discussão dos últimos 4 Orçamentos de Estado, nem às questões colocadas nas audições regimentais, nem às perguntas regimentais que fizemos, a última das quais já no início desta legislatura”, sublinhou a deputada Social-democrata, lamentando a falta de capacidade e de vontade do Estado Português, numa matéria “que urge resolver, a favor desta instituição e de todos os que dela fazem parte, assim como dos serviços que presta aos seus alunos, estando em causa o próprio apoio e a maior valorização do ensino superior do nosso país”.

“O financiamento das universidades das Regiões Insulares e Ultraperiféricas não pode fugir à realidade onde as mesmas estão inseridas e tem de ter em conta as especificidades que condicionam a sua atuação, nomeadamente o menor número de alunos, a dificuldade de fixação de professores e os custos de insularidade acrescidos na oferta formativa”, frisou Sara Madruga da Costa, questionando, na ocasião, o Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior sobre quando é que tencionaria “reforçar o financiamento da UMa com vista à integração dos seus precários e à regularização das contratações ao abrigo do programa científico, preocupação esta que tem vindo a ser transmitida, pela Reitoria desta Universidade, pelo menos desde 2018”.

"O PSD foi o único partido que nos últimos quatro anos defendeu na Assembleia da República o reforço do financiamento da Universidade da Madeira e vamos continuar a trabalhar e a pressionar o Governo da República para que esta majoração venha a ser uma realidade”, concluiu.