• bannerSitePSDM3jan2020.jpg
Notícias
  Segunda, 6 Janeiro 2020
Na audição ao Ministro das Finanças que, nesta segunda-feira, marcou o arranque da discussão do Orçamento de Estado para 2020, a deputada Sara Madruga da Costa reiterou, perante Mário Centeno, a defesa incondicional dos interesses da Região, acima de todos e quaisquer outros interesses, inclusive partidários, assim como vincou a necessidade de serem garantidos, pelo Estado Português, os compromissos que foram assumidos com a Madeira, para a presente Legislatura.
“É isso que os Madeirenses e Porto-Santenses esperam de nós e é nisso que nós, deputados do PSD/M, estamos concentrados neste momento: na concretização daquelas que foram as promessas do Sr. Primeiro-Ministro António Costa, para este mandato, mantendo, em coerência, a nossa posição, ainda que abertos ao diálogo e à concertação que se impõem, quando está em causa o bem comum e o interesse superior da nossa Região”, disse, na ocasião, a deputada Social-democrata.
“Há, neste momento, na Madeira, a expectativa de que os detalhes do financiamento do Governo da República, a 50%, para o novo Hospital, fiquem, de uma vez por todas, devidamente clarificados e por isso registamos uma evolução, evolução essa resultante da insistência e da capacidade de negociação do PSD/M”, sublinhou Sara Madruga da Costa, lembrando, todavia, que existem outros dossiês pendentes que aguardam, por parte do Estado Português, resolução e sobre os quais existe, também, a expectativa de que haja evolução.
“Ao mesmo tempo que esperamos ver cumprida a palavra do Sr. Primeiro-Ministro quanto ao novo Hospital da Madeira, também aguardamos que os restantes compromissos não sejam esquecidos e continuem, conjuntamente, a ser trabalhados, de forma a que possam ter o melhor desfecho”, salientou a deputada madeirense, reforçando que, da parte do PSD/M e do Governo Regional, estão criadas todas as condições para que as negociações decorram com toda a normalidade e, acima de tudo, com a celeridade que se exige, tratando-se de matérias que transitam da anterior legislatura.
“Continuaremos a lutar e a trabalhar, afincadamente, para fazermos valer os nossos direitos e para que todos os Madeirenses e Porto-Santenses possam ver melhoradas as suas condições de vida, naquelas que são as matérias respeitantes ao Governo da República que não podem, em momento algum, ser descuradas, sob pena de sermos prejudicados e/ou discriminados no todo nacional”, vincou Sara Madruga da Costa, garantindo que, tal como desde a primeira hora, o PSD estará sempre ao lado do povo Madeirense, “até porque só assim é que honramos a vontade daqueles que nos elegeram para cumprir a nossa missão”, remata.
Sublinhe-se que, da parte do Governo da República e em resposta à intervenção formulada pela deputada Social-democrata, coube ao Secretário de Estado Adjunto e das Finanças, Ricardo Mourinho Felix, garantir que as verbas para o novo Hospital estão inscritas no Orçamento de Estado, conforme financiamento prometido de 50%, assim como também estão garantidas, de acordo com o Governo da República, as condições necessárias para o financiamento da Região em condições mais favoráveis.