• bannerSitePSDM3jan2020.jpg
Notícias
  Quinta, 19 Dezembro 2019

A nova direção dos Trabalhadores Sociais Democratas da Madeira (TSD/Madeira), liderada por Amílcar Gonçalves, apresentou, ontem, cumprimentos à UGT - União Geral de Trabalhadores, num encontro em que o ordenado mínimo regional, a taxa de desemprego e a baixa do desemprego jovem e as diferentes medidas que visam a melhoria das condições laborais dos trabalhadores na Região, nas diferentes classes profissionais, mereceram especial atenção. Oportunidade em que também a UGT apresentou as suas reivindicações para 2020.

A maior credibilidade dos partidos políticos e dos Sindicatos foi outra das ideias deixadas, no decorrer desta reunião, credibilidade essa que é fundamental para garantir um compromisso coletivo que reverta a favor dos trabalhadores. “Aliás, essa é a nossa principal preocupação, a de garantir que os profissionais, independentemente das áreas em que prestem serviços, se sintam, na nossa Região, mais valorizados, apoiados e defendidos nos seus direitos”, assegurou Amílcar Gonçalves, frisando que essa será a postura da estrutura que lidera.

Uma estratégia que, explica, “será concretizada na base do diálogo e da concertação social com as demais forças representativas do trabalho, de modo a que, de forma articulada, sejam alcançados os objetivos a que os TSD/Madeira se propõem e que passam, essencialmente, por criar melhores condições para todos os profissionais”.

Amílcar Gonçalves que, na ocasião, fez questão de reiterar a necessidade de reforçar a abertura e a maior aproximação dos TSD/Madeira à sociedade e, particularmente, aos mais jovens, de modo a que estes se sintam, também, mais apoiados nos primeiros passos que dão no mercado do trabalho.