• bannerSitePSDM3jan2020.jpg
Notícias
  Quinta, 7 Novembro 2019

Os Vereadores Social-democratas eleitos na Câmara Municipal do Funchal entregaram, hoje, ao Executivo, um abaixo-assinado com cerca de 100 assinaturas de Munícipes que reclamam da situação que se vive, atualmente, ao nível do trânsito na Rua do Carmo e nas Ruas envolventes a esta, nomeadamente a do Ribeirinho de Baixo e a do Seminário.

Um abaixo-assinado que visa, precisamente, a reposição do sentido do trânsito automóvel que anteriormente funcionava naquela zona, de modo a que tanto os moradores quanto os comerciantes não continuem a ser prejudicados nas suas necessidades de deslocação, conforme fez questão de salientar, na ocasião e no final de mais uma reunião de Câmara, a vereadora Nadina Mota. 

“Estamos a falar de uma situação que, obviamente, afeta os moradores e os comerciantes desta zona da cidade, assim como outras pessoas que necessitam, por diversas razões, de deslocar-se nestas ruas”, frisou, na ocasião, a vereadora Nadina Mota, para quem esta situação “é grave e representa um transtorno acrescido a quem precisa de aceder a estas zonas, o que contraria aquilo que deveria ser uma política eficaz de mobilidade urbana”.

Nadina Mota que alertou, ainda, para a circulação do trânsito que também se agravou na Rua das Hortas e na Rua do Bom Jesus, com a retirada do semáforo. "Uma medida que não só veio provocar problemas na fluidez da circulação automóvel como, também, na segurança dos próprios peões, numa artéria onde se situa uma das maiores escolas secundárias da Região, com cerca de 2.500 alunos, assim como um dos maiores Centros de Saúde da cidade, o do Bom Jesus”.

A entrega deste abaixo-assinado – que agora segue os seus trâmites legais – representa mais uma preocupação revelada pelos Vereadores Social-democratas, que, tal como desde a primeira hora, se assumem como a voz dos Munícipes que os elegeram à Câmara Municipal do Funchal.