• bannerNewsPSD1siteAlb1a.jpg
Notícias
  Terça, 8 Outubro 2019

Foi com a Bandeira da Região em pano de fundo que o Acordo Político entre o PSD/M e o CDS/PP-M, para a XII Legislatura da Assembleia Legislativa e para o XIII Governo Regional da Madeira, foi, hoje, assinado, numa cerimónia onde ficou claro que a estabilidade e os interesses do povo da Madeira estarão, sempre, acima de quaisquer outros interesses.

Estabilidade, confiança e coesão política que foram, aliás, palavras de ordem expressas pelo Presidente do PSD/M, Miguel Albuquerque, numa intervenção em que deixou claro que o presente Acordo é para os próximos quatros e que os Madeirenses e Porto-Santenses terão um Governo coeso, responsável e, acima de tudo, preparado para corresponder às suas necessidades e anseios.

Miguel Albuquerque que, na ocasião, referiu-se a este Acordo como a base para a constituição de um Governo “que cumpre a vontade expressa pelos nossos cidadãos”, um Governo que “estará ao serviço do nosso povo, cumprindo com responsabilidade e empenho o mandato que nos foi confiado ”.

Aludindo à forma transparente com que foram estabelecidas as bases do relacionamento parlamentar, governamental e partidário, para os próximos quatro anos, junto do seu parceiro de coligação, o Líder dos Social-democratas garantiu que os Madeirenses e Porto-Santenses “podem estar confiantes na solução estável, robusta e consistente que foi encontrada” e assegurou que o Programa de Governo, para a próxima Legislatura, “corresponderá aos nossos compromissos e irá de encontro às expetativas e anseios da nossa população, tendo sempre em linha de conta uma atuação em nome do interesse superior”.

A favor dos interesses da Região, Albuquerque assegurou que tudo será feito em nome de uma “Madeira mais autónoma, mais desenvolvida, socialmente mais coesa e com mais oportunidades para todos” e também afirmou que, no quadro dos assuntos pendentes com a República, o futuro Governo estará disponível para um diálogo construtivo que seja capaz de garantir soluções.

“Estou confiante de que a Madeira continuará a contar com um Governo coeso, eficaz, transparente e de proximidade, cujo interesse cimeiro será, sempre, o de responder aos interesses superiores dos nossos cidadãos”, rematou.

Por seu turno, o líder do CDS/PP – Madeira, Rui Barreto, mostrou-se em consonância com a necessidade de garantir a estabilidade política e governativa da Região, nos próximos quatro anos e assegurou que o futuro Governo, a constituir na Região, estará sempre e, em primeiro lugar, ao serviço da Madeira e dos Madeirenses.

Rui Barreto que fez questão de sublinhar que o Executivo que resulta deste Acordo e dos pontos de convergência que foram estabelecidos com o PSD/Madeira, irá defender, de forma intransigente, os interesses das populações, trabalhando para o desenvolvimento integral da Madeira e do Porto Santo, baseando-se, para esse efeito, num Programa de Governo que seja exequível e transformador.