• bannerSitePSDM3jan2020.jpg
Notícias
  Quinta, 3 Outubro 2019

“Os Madeirenses sabem quem é que sempre defendeu a Madeira, em todas as circunstâncias e quem é que lutou, nos últimos quatro anos, para que a Região tivesse, no Parlamento nacional, uma voz reivindicativa e sempre atenta à defesa dos nossos direitos”. A afirmação é de Miguel Albuquerque que, a 3 dias das Eleições Legislativas, está confiante na terceira vitória do PSD/Madeira, este ano.

 

“Os Madeirenses sabem quem é que defendeu a Madeira, em todas as circunstâncias e sabem, também, quem é que esteve, sempre, ao lado dos Madeirenses e Porto-Santenses, na reivindicação dos nossos direitos, nomeadamente quanto ao transporte marítimo, à redução das taxas de juro, à revisão do subsídio de mobilidade e à comparticipação dos 50% para a construção do novo Hospital da Madeira”. Exemplos lembrados, esta tarde, por Miguel Albuquerque, em mais uma ação de campanha para as Eleições Legislativas nacionais do próximo dia 6 de outubro, onde deixou claro que “todas estas iniciativas resultaram do trabalho do PSD e dos deputados Social-democratas eleitos pela Madeira na Assembleia da República”, lamentando que as mesmas tenham sido, na sua maioria ou quase totalidade, chumbadas pelo PS/M, ao longo dos últimos quatro anos.

“É por isso que os Madeirenses e Porto-Santenses estão cientes da importância de continuarmos presentes no parlamento nacional, precisamente porque somos os únicos que defendemos, sempre e sem qualquer exceção, aqueles que são os interesses do nosso povo”, vincou o Líder dos Social-democratas, sublinhando, neste enquadramento, a importância da Madeira continuar a ter, na Assembleia da República, uma voz ativa e reivindicativa em nome da defesa da Autonomia e dos nossos direitos”.

A consagração, por parte do Estado, da coesão económica e social, o cofinanciamento de 50% para o novo Hospital da Madeira (conforme compromisso inicial do Governo Central) e a concretização da revisão do subsídio de mobilidade para que os Madeirenses possam pagar, apenas, 86 euros nas suas deslocações dentro do território nacional são, assim e entre outras, as grandes prioridades que o PSD/M assume, enquanto compromissos, para a próxima legislatura na Assembleia da República.

A estes, o Presidente do PSD/M acrescenta a luta para que se cobre o dinheiro dos subsistemas de saúde que o Estado deve à Madeira, na ordem dos 18 milhões de euros, assim como a necessidade de ser alterada a Lei das Finanças Regionais e de ser consagrado, na Região, um Sistema Fiscal próprio.

Albuquerque que se mostrou confiante na vitória do próximo domingo, “aquela que será a terceira vitória do PPD/PSD neste ciclo”, num ano que foi de intenso combate político contra o centralismo, a injustiça e a falta de solidariedade do Estado para com a Região.