• bannerSitePSDM3jan2020.jpg
Notícias
  Sexta, 27 Setembro 2019

“É fundamental que, a nível nacional e, concretamente, na Assembleia da República, a Região continue a estar bem representada, especialmente em áreas e setores que são cruciais para o seu desenvolvimento futuro, como é o caso da área do turismo. Uma representação que fica garantida através do PSD/Madeira e da continuidade do trabalho que temos vindo a realizar para defender, sempre e em primeiro lugar, os nossos direitos e interesses”. A afirmação é de Paulo Neves que, nesta sexta-feira e no âmbito de mais uma ação de campanha da Candidatura Social-democrata às Eleições Legislativas do próximo dia 6 de outubro, fez questão de sublinhar a importância do turismo regional, no contexto do país.

“No Dia Mundial do Turismo, que hoje assinalámos um pouco por toda a Região, não podíamos deixar de falar desta temática e da importância de nos focarmos naquele que é um setor vital ao nosso desenvolvimento. Um setor para o qual defendemos, nos próximos quatro anos e junto da República, uma maior atenção àquelas que são as nossas necessidades, especificidades e tendências, entre as quais a do alojamento local”, vincou o candidato, lembrando que, para além do grupo de trabalho do turismo que integra a Comissão Parlamentar de Economia da República – do qual os deputados Social-democratas fazem parte – há também outras áreas, ligadas às políticas do transporte aéreo e à promoção externa do país, que devem ser mais e melhor trabalhadas, a favor da Região.

“Enquanto candidatos à Assembleia da República, propomo-nos a garantir que, na próxima legislatura, haja, efetivamente, uma política nacional para o turismo, que defenda esta atividade e que atenda àquelas que são as principais regiões turísticas de Portugal, num quadro onde a Madeira naturalmente se integra”, reforçou Paulo Neves, sublinhando que o PSD tudo fará para assegurar que a Região, também neste caso, “não fique à margem dos projetos nacionais ou das medidas que, de alguma forma, possam contribuir para a sua estabilidade e crescimento”.

Quer do ponto de vista do emprego – numa atividade que representa, de forma direta, mais de 16% do total da força de trabalho na Região – quanto do ponto de vista social, cultural, fiscal e ambiental, a verdade é que “o turismo na Madeira assume uma importância que não pode ser descurada pelo país, até porque ao promovermos a nossa Região e ao afirmarmos a nossa imagem no mundo, estamos também e simultaneamente a contribuir para que Portugal se afirme através de uma das suas Regiões Insulares”, rematou.