• bannerSitePSDM3jan2020.jpg
Notícias
  Sexta, 20 Setembro 2019

A Candidatura do PSD às Eleições Regionais de 22 de setembro sublinhou hoje, através de Tânia Costa, que “só com a aposta e com o investimento em melhores condições dos serviços, tanto ao nível das infraestruturas e equipamentos, como dos cuidados prestados e da valorização dos profissionais, teremos melhor saúde da nossa população”.

Numa iniciativa realizada junto ao Centro de Saúde de Santo António, a candidata lembrou que, desde 2015, o Governo Regional tem reforçado significativamente o Orçamento da Saúde, com o valor recorde de 420 Milhões de Euros em 2019, o que representa um investimento de 9,3% do PIB, o dobro que se verifica ao nível nacional que é de 4,6%. 

Valores que, segundo disse, refletem a prioridade da Saúde no Governo do PSD.

Nos próximos 4 anos, adiantou Tânia Costa, o PSD quer continuar a investir no novo hospital, melhorar o Hospital Dr. Nélio Mendonça, reabilitar totalmente o Hospital dos Marmeleiros e melhorar vários Centros de Saúde.

Vai investir também nos recursos humanos, tal como foi possível nos últimos quatro anos, com a contratação de 1.261 profissionais de saúde, assim como na valorização dos profissionais, com os descongelamentos e a regularização das carreiras. 

“A nossa estratégia de diálogo com os profissionais de saúde é para continuar, porque queremos valorizar quem contribui diariamente para a melhoria da qualidade do Serviço Regional de Saúde”, disse.

Dando continuidade ao reforço das verbas para a Saúde da Região, o PSD pretende aumentar o Investimento nesta área até 10% do PIB regional, tendo também por meta reduzir as listas de espera e dos tempos máximos de resposta aos utentes, atingir a cobertura total de médico de família em todos os Centros de Saúde, expandir as Unidades de Saúde Familiar, alargar a Medicina Dentária nos Centros de Saúde, implementar a Linha Saúde Regional 24 e assegurar o maior acesso e a transparência da informação aos utentes. 

“Com o PSD a Saúde será uma prioridade real e não um exercício de demagogia política”, garantiu a candidata.