• bannerSitePSDM3jan2020.jpg
Notícias
  Segunda, 26 Agosto 2019

A candidatura do PSD à Eleições Regionais de 22 de setembro considera que a estratégia do Governo Regional para fazer face às alterações climáticas tem sido "muito pró-ativa" e"eficaz". 

Exemplo disso são as medidas que têm vindo a ser implementadas em diferentes frentes, como são o caso das faixas corta-fogo, uma deles na zona do Caminho dos Pretos, onde Tranquada Gomes salientou que o PSD é um partido que está "preocupado obviamente com as alterações climáticas", e que, embora este problema seja à escala planetária, a Madeira tem também de se preparar para os efeitos do aquecimento global.

"Sabemos que é previsível o aumento da temperatura média até ao final do século na Madeira e isso preocupa-nos porque é necessário ter já medidas para obviar todos os inconvenientes que daí resultarão para a nossa vida coletiva", disse.

Tranquada Gomes, que integra a lista do PSD de deputados à Assembleia Legislativa da Madeira, salientou que "o Governo Regional tem tido uma intervenção muito positiva na questão das alterações climáticas e tem, acima de tudo, atuado muito na prevenção", não só com o objetivo de salvaguardar a floresta, mas, sobretudo, as pessoas e os seus bens.

"Nós temos aqui uma faixa corta-fogo com cerca de 640 hectares de terrenos privados e públicos, um terço da qual já está intervencionada", referiu, lembrando que esta medida será "muito importante para a segurança, em particular, dos funchalenses".

Tem havido, assim, segundo a candidatura do PSD, uma atuação pró-ativa do Governo Regional, fruto de uma estratégia que vem do passado e que está também pensada para o futuro.

Tranquada Gomes recordou que, devido ao aumento da temperatura média do ar, vai haver mais dificuldade na captação da água e vai chover menos, logo é preciso que os cidadãos em geral e os municípios "tenham em atenção que é necessário poupar água".

"É necessário sensibilizar os cidadãos para esta questão, que é coletiva, diz respeito a todos, às empresas, às pessoas, às instituições e estamos certos de que, da parte do Governo Regional, tem havido uma atuação muito concreta e muito eficiente nestas questões, principalmente naquilo que diz respeito ao combates aos incêndios."