• bannerSitePSDM3jan2020.jpg
Notícias
  Domingo, 28 Julho 2019

Cabendo-lhe o arranque das intervenções políticas, na grande Festa do Chão da Lagoa, o Líder da JSD/Madeira, Bruno Melim não poupou elogios à governação Social-democrata, garantindo que o PSD foi o único partido que lutou pela igualdade de oportunidades, ao longo dos últimos quarenta anos, assim como foi, sem dúvida, o único que apostou na juventude.

“Temos hoje na Madeira políticas amigas da juventude. Nós, hoje, temos na Madeira miúdos, com menos de 13 anos, que não pagam transportes públicos. Temos, hoje, graças ao Governo Regional da Madeira, a possibilidade dos nossos jovens estudantes viajarem e irem estudar à procura dos seus sonhos sem nunca terem de pagar aquelas módicas quantias do Senhor da TAP e é esse o nosso legado”, reforçou Bruno Melim, questionando a oposição acerca do que fez, pela juventude, nos sítios onde é poder: "Perguntem aos jovens venezuelanos nas escolas o que é viver no Socialismo e viver na Esquerda?", atirou.

“O nosso Partido pode contar sempre connosco, a juventude Madeirense e Porto-santense pode continuar a contar connosco porque, ao contrário de outros, nós não trabalhamos nem nos vendemos por lugares em Lisboa”, rematou o Líder da JSD/Madeira, numa intervenção onde, mais uma vez, foram recordadas as diferentes conquistas alcançadas pelos Social-democratas, tal como foi vincada a defesa intransigente da Autonomia e onde foram lançados apelos em nome de uma “Madeira livre mas, acima de tudo, uma Madeira dos Madeirenses e Porto-Santenses”.