• bannerSitePSDM3jan2020.jpg
Notícias
  Quarta, 3 Julho 2019

A grande Festa do Chão da Lagoa – que terá lugar, no próximo dia 28 de julho – foi esta tarde apresentada, em Conferência de Imprensa, pelo Secretário-geral do PSD/Madeira, José Prada, acompanhado pela sua equipa e pelas restantes estruturas do partido. Uma Festa que, conforme fez questão de vincar, «é do Partido Social-Democrata, mas, também, de toda a Madeira e Porto Santo, numa oportunidade de celebração da nossa autonomia onde reforçaremos, conjuntamente, a nossa vontade, trabalho e convicção nas vitórias que temos pela frente».

Conforme habitual, a animação musical no recinto inicia-se pelas 8.00 horas e prossegue ao longo do dia, contando, para esse efeito, com diferentes artistas e grupos regionais. Assim e a 28 de julho – e para além da Região se fazer representar através dos seus jovens talentos, oriundos dos seus 11 concelhos – subirão ao Palco Roni de Melo, Sandra e Ricardo, os Mariachi, Diogo Garcia, Miguel Pires, Ruben Aguiar, Miro Freitas, os Galáxia, numa animação que conta, ainda, com DJ Oxy e com as atuações de Grupos Folclóricos, Bandas Filarmónicas, os Amigos da Borga e a Tuna Universitária da Uma.

A valorização dos artistas da Região foi, aliás, uma das notas destacadas por José Prada, numa Festa «em que houve a preocupação de garantir que as atuações musicais estivessem quase integralmente a cargo de artistas da Região, com exceção para a entrada em cena da reconhecida dupla brasileira Lucas e Matheus, atuação que se assume, naturalmente, um ponto alto e complementar do programa.

Também como é hábito, o programa inclui intervenções políticas, com início previsto pelas 14.30 horas, as quais estarão a cargo do Líder da JSD/M, do Secretário-geral do PSD/M, do Presidente do PSD nacional e, finalmente, do Presidente de todos os Social-Democratas madeirenses e porto-santenses, Miguel Albuquerque.

No respeitante à oferta no local, o Secretário-geral do PSD/Madeira realçou a existência das tradicionais barracas de diversões e comes-e-bebes «que estarão a cargo das 54 comissões políticas de freguesia, mas, também, dos TSD, JSD e Comunidades Madeirenses», às quais se juntam mais uma centena de barracas a cargo de feirantes que, anualmente, contribuem para a maior dinamização deste espaço.

Já relativamente aos transportes para o local, José Prada salientou que os autocarros voltarão a sair de todas as freguesias da Madeira, esperando-se cerca de 150 em circulação, adiantando, a esse propósito «e no sentido de facilitar a presença dos residentes do Funchal que, nesta edição, volta a ser reeditado o esquema de transportes, garantindo-se a ligação permanente, entre o Funchal (junto ao edifício da Empresa de Eletricidade da Madeira) e a Herdade do Chão da Lagoa (com subidas desde as 8.00 horas e até às 13.00 horas e descidas das 18.00 às 20.30 horas)».

Secretário-geral que garantiu, também, o facto de o acesso ao recinto estar devidamente orientado pelas autoridades, com entrada no Portão Norte (junto ao Montado do Pereiro) e saída pelo Portão Sul (junto ao Abrigo do Pastor), num dispositivo de segurança também reforçado este ano, quer do ponto de vista da coordenação do transito quer ao nível da segurança das pessoas no local.

Também a pensar na criação de melhores condições para todos os que se associem a este grande convívio, foram reforçados os locais com sombra e a logística de apoio à população, concretamente aos mais idosos, no local.

José Prada que terminou a sua intervenção reconhecendo «a extraordinária mobilização, o entusiasmo e a colaboração de todos os militantes e comissões políticas em torno desta Festa» lançando o apelo para «que todos os madeirenses e porto-santenses transformem este convívio, mais uma vez, na grande festa popular da nossa Região», numa afluência que espera, pelo menos, idêntica a dos anos anteriores.