• bannerSitePSDM3jan2020.jpg
Notícias
  Domingo, 23 Junho 2019

«Ao contrário de outros que vacilam, que apontam vários cenários em simultâneo e que voltam atrás com a sua palavra, o PSD/Madeira sabe o que quer e para onde caminhar na direção do que é melhor para a nossa terra». Foi desta forma e com esta convicção que o Secretário-geral do PSD/Madeira, José Prada, discursou, neste sábado, na abertura do Encontro de Autarcas Social-democratas que decorreu em Machico, juntando na sede do partido autarcas e militantes do concelho.

Encontro que, organizado pela concelhia local, liderada por Norberto Maciel Ribeiro, foi retomado para evidenciar a força local do PSD/M, para homenagear os ex-autarcas do partido e para afirmar que só na base da social-democracia é que é possível combater a falta de rumo e de projeto que atualmente caracteriza este concelho, devido à inação do poder camarário.

Norberto Maciel Ribeiro que, na ocasião, fez questão de afirmar que «Com os partidos de esquerda em Machico nós só tivemos politiquice, falta de criatividade e ligeireza», dando voz ao sentimento de insatisfação que começa a ser comum na população relativamente à ação da autarquia liderada pelo PS/M e reiterando a «disponibilidade do PSD/Machico em fazer parte da mudança necessária e reclamada, a favor do futuro e de todos aqueles que querem mais e melhor para esta terra».

Apelando à mobilização de todos os militantes, «num Partido que precisa de todos», Norberto Maciel Ribeiro lembrou «que o inimigo está lá fora» e que o PSD/Machico está mais do que disponível para os combates políticos que se avizinham, neste ano em que ainda existem mais duas eleições para vencer.

Apelos em consonância com aqueles que tanto o Secretário-geral do PSD/M, José Prada, quanto o Presidente da Associação de Autarcas Social-democratas, Pedro Coelho, deixaram na oportunidade, reforçando a necessidade da união e mobilização de todas as estruturas locais e de todos os que, pese embora as diferenças, acreditam e têm o dever de garantir que o futuro da Região se mantenha nas mãos daqueles que realmente têm visão para o futuro e que diariamente lutam pela nossa estabilidade económica e sociocultural.