• bannerSitePSDM3jan2020.jpg
Notícias
  Sexta, 3 Maio 2019

A candidata social-democrata Cláudia Monteiro de Aguiar deslocou-se, esta manhã, às instalações da Startup Madeira, numa visita onde aproveitou para reforçar o papel que a Europa assume «no incentivo e na materialização de novos projetos empresariais», fundamentais para dinamizar a economia regional e garantir emprego mas, também, para afirmar a Região do ponto de vista das novas tendências, concretamente ligadas à tecnologia e ao digital.
Salientando que, no próximo quadro financeiro plurianual 2021 - 2027 está previsto que, no âmbito do Programa Europa Digital, haja um orçamento de 9,2 mil milhões de euros, precisamente para reforçar a estratégia do mercado único digital e promover a competitividade das pequenas e médias empresas a nível internacional - programa que, entre outras vertentes, prevê o estabelecimento de uma rede inicial de polos de inovação, integrando as Regiões ultraperiféricas - a candidata adiantou que o seu compromisso passa «por aproveitar esta oportunidade e propor que um desses polos venha a ser criado na Madeira».
Segundo explicou, na ocasião, «a criação deste polo de inovação digital na Região, destinado às pequenas e médias empresas - que representam, no fundo, a larga maioria do nosso tecido empresarial - funcionaria para facilitar o acesso ao conhecimento na área da tecnologia e para prestar o aconselhamento necessário nesta área, apoiando particularmente os novos projetos e as novas ideias e vindo reforçar, no fundo, o papel que a Startup Madeira já desenvolve, com sucesso e bons resultados que são conhecidos».
Tal como na Madeira, as Pequenas e Médias empresas «são, também, a espinha dorsal da União Europeia e por isso existem diversos programas de financiamento que devem ser devidamente rentabilizados a nosso favor, não só no arranque mas também no desenvolvimento e na internacionalização das suas ideias empresariais», reforçou Cláudia Monteiro de Aguiar, rematando que o seu compromisso de levar «Mais Madeira à Europa implica criar e maximizar, precisamente, todas as oportunidades que venham a ser positivas para a economia regional e para o seu desenvolvimento, sustentabilidade e afirmação».