• bannerSitePSDM3jan2020.jpg
Notícias
  Sexta, 26 Abril 2019

A candidata social-democrata Cláudia Monteiro de Aguiar visitou, esta manhã, a Quinta do Barbusano, em São Vicente, num dia dedicado a este concelho, mas, também, à temática da agricultura.

"Este é um exemplo de como uma empresa regional, ao beneficiar e saber aplicar os fundos comunitários, consegue criar produtos de qualidade, trazendo, simultaneamente, vários benefícios à Região, criando emprego, combatendo a desertificação desta zona norte da Ilha e, naturalmente, promovendo a imagem da Madeira, através da sua produção regional", disse, na ocasião, Cláudia Monteiro de Aguiar, partindo, precisamente do que viu e ouviu, para reforçar, novamente, a necessidade "da Europa manter, no futuro, as verbas para a agricultura".

"Como é do conhecimento público, existe a possibilidade de haver uma redução das verbas referentes à Política Agrícola Comum, no próximo quadro financeiro plurianual, redução que naturalmente refutamos", sublinhou a candidata social-democrata, acrescentando que, no Parlamento Europeu, "o PSD dará continuidade ao trabalho que tem vindo  desenvolver e tudo fará para que, no próximo quadro comunitário, as verbas provenientes da Politica Agrícola Comum – e que tenham especial incidência nas Regiões Ultraperiféricas, como é o caso da Madeira – venham a ser mantidas".

Paralelamente, destacou a candidata, "o PSD continuará a trabalhar para que venham a ser criados programas mais abrangentes no respeitante a esta área, precisamente para que os apoios sejam destinados à produção propriamente dita mas, também, à inovação e ao reforço do material a utilizar nas explorações", garantindo que o seu compromisso de levar mais Madeira à Europa também passa por tornar a agricultura "num projeto mais aliciante, mais atrativo e, claro, mais rentável para a nossa população, concretamente para os jovens que se queiram dedicar a esta atividade".

Relativamente aos jovens e no respeitante ao todo regional, Cláudia Monteiro de Aguiar recordou a aprovação de 45 candidaturas na medida "Ajuda ao arranque da atividade para os jovens agricultores" num apoio que totalizou os 1,2 milhões de euros. "Só no concelho de São Vicente e ao abrigo deste programa, foram aprovadas 6 candidaturas ao arranque de atividade para jovens agricultores, num apoio que totalizou os 160 mil euros", disse.