• bannerSitePSDM3jan2020.jpg
Notícias
  Terça, 9 Abril 2019

A Câmara Municipal de Santa Cruz (CMSC) mantém e alimenta um aterro ilegal junto ao campo de futebol do Santacruzense. A denúncia partiu do PSD local que teceu duras críticas à política ambiental que tem sido desenvolvida pelo executivo municipal do JPP.

“É inadmissível que a Autarquia mantenha em funcionamento um vazadouro ilegal, que funciona perto no Complexo Desportivo Bráulio França, onde são despejados diariamente terras, pedras e entulhos, alguns vindos do cemitério”, apontou Joaquim Marujo, criticando ainda a incineração que é realizada naquele local.

O PSD exige, assim, o desmantelamento imediato daquele aterro ilegal e lembra que há locais próprios para o despejo de detritos e para a incineração dos mesmos. “A Estação de Tratamento de Resíduos Sólidos da Meia Serra é o lugar correto para despejar e incinerar o lixo.”

A possibilidade de deslizamento de terras e a falta de limpeza nos terrenos adjacentes ao Complexo Desportivo foram outras das preocupações apresentadas por Joaquim Marujo

O social-democrata alerta que a Autarquia deve proceder com urgência à limpeza das acácias que crescem desordenadamente em redor do campo do Santacruzense. Paralelamente, referiu, com a ocorrência de chuvas fortes, o entulho, as terras e as pedras depositadas naquele vazadouro ilegal poderão deslizar encosta abaixo, provocando danos em bens materiais e pessoas.

“Algo que é evitável, se este executivo tomar a atitude correta. Em primeiro lugar, deve, urgentemente, desmantelar o aterro ilegal e depositar os detritos na Meia Serra para posterior incineração. E em segundo lugar, deverá proceder à limpeza dos terrenos municipais que circundam o Complexo Desportivo do Santacruzense”, concluiu.