• bannerSitePSDM3jan2020.jpg
Notícias
  Segunda, 26 Outubro 2015

Mais duas reuniões com os militantes, outras duas salas cheias. Primeiro na Ribeira Brava, depois na Calheta, o presidente do PSD Madeira lembrou os desafios que se colocaram ao partido nos últimos nove meses e que cujos objetivos foram cumpridos: vencer as eleições regionais com maioria absoluta e ser também o partido vencedor na Madeira, nas eleições legislativas. Estas últimas disputadas numa conjuntura muito difícil, depois de o Governo de coligação ter herdado um país em estado de falência.

Nestas reuniões com os militantes, Miguel Albuquerque sublinhou que, no passado dia 20 de outubro, assinalaram-se os seis meses de governação na Madeira, mas foram já fechados importantes dossiers com o Governo da República, com o qual foi também estabelecida uma relação de maior empatia.

A resolução da situação do Centro Internacional de Negócios, o impulsionamento do Registo Internacional de Navios, a prorrogação do prazo da dívida da Madeira, o desbloqueamento do fundo de coesão nacional, a aplicação de um teto tarifário para residentes e estudantes nas viagens aéreas e a inscrição do novo hospital no programa da coligação como projeto de interesse nacional foram os exemplos apontados.

FAB 0940 760x507

Por outro lado, o presidente do PSD Madeira salientou o facto de a Região ter assegurado um financiamento de 185 milhões de euros sem aval do Estado, uma situação que poderá ser crucial no futuro próximo, dada a situação política nacional, reforçando a necessidade de a Madeira continuar a seguir o caminho da recuperação económica.

Nesta altura, adiantou Miguel Albuquerque, a aposta é na confiança, na credibilidade, na prossecução de um linha de rumo e na capacidade de governar e saber para onde vamos.

Na Calheta, foram levantadas algumas questões relacionadas com a escarpa da marginal da vila, onde ainda persiste o risco da queda de pedras. Miguel Albuquqerque esclareceu que se trata de uma situação que depende de financiamento, sublinhando que poderá existir a possibilidade de ser incluída nas obras apoiadas pela lei de meios. Já sobre o porto de recreio, adiantou que deverá ser aberto concurso brevemente.