• bannerSitePSDM3jan2020.jpg
Notícias
  Terça, 19 Março 2019

A Eurodeputada do PSD propôs hoje a criação de um Centro Europeu de combate à poluição marinha na Madeira, durante a Conferência de Alto Nível sobre o futuro dos oceanos no Parlamento Europeu, que contou com a presença do presidente do Parlamento, Antonio Tajani, e dos Comissários Europeus, KarmenuVella, dos assuntos marítimos, e Carlos Moedas, da investigação, ciência e inovação.

Cláudia Monteiro de Aguiar propôs que este Centro, a criar na Região Autónoma da Madeira, poderia recolher dados, estudar o impacto, avaliar os riscos e desenvolver soluções para combater a poluição marinha.Um centro paramonitorizar e aplicar instrumentos no combate a esta ameaça, e trabalhar em sinergia com a Universidade local e outras instituições públicas e privadas, e em conjunto com a Agência Europeia de Segurança Marítima, sediada em Lisboa, que já é responsável pelo combate a incidentes de poluição marinha ou petrolífera de navios e instalações de petróleo e gás.

A deputada destacou a importância das Regiões Ultraperiféricas no contexto marítimo, particularmente dada a sua localização geográfica. Segundo Cláudia Monteiro de Aguiar, “estas devem desempenhar um papel mais evidente no estudo e combate à poluição marinha, nos efeitos das alterações climáticas na biodiversidade e nos ecossistemas marinhos, e oferecer um tremendo potencial para o desenvolvimento de energias renováveis e biotecnologia azul.”

Cláudia Monteiro de Aguiar propôs ainda a criação de uma rede, a nível europeu, “que una universidades, centros de investigação e outras entidades ligadas aos assuntos marítimos, com o objetivo de criar um cluster para a partilha de boas práticas e o desenvolvimento de soluções inovadoras para a combater a poluição marinha, através da utilização de uma parte do futuro Horizonte Europa, que segundo a proposta do Parlamento Europeu para o próximo período 2021-27, totalizará os 120 mil milhões de Euros”.

“O Parlamento tem feito muito pela preservação dos nossos mares e oceanos, mas não o comunica suficientemente. E, não temos apenas de limpar oceanos, precisamos deixar de poluí-los”, concluiu a Eurodeputada.

A conferência de Alto Nível contou com painéis de discussão sobre a governança global dos oceanos, a economia azul sustentável e mares e oceanos limpos e saudáveis, e assinalou a necessidade de promover uma utilização responsável e sustentável dos oceanos para conservar os frágeis ecossistemas marinhos.

Cláudia Monteiro de Aguiar foi relatora do parecer para a “Governação Internacional dos Oceanos” onde focou a necessidade de desenvolver parcerias no domínio dos oceanos como meio para reforçar a cooperação em questões de interesse comum, como o crescimento azul, soluções digitais e de tecnologia marítima avançada, projetos de inovação em tecnologias azuis e energias limpas, como o GNL, para as infraestruturas e transporte marítimo.

Os oceanos contribuem igualmente para a economia europeia com um volume de negócios de 566 mil milhões de euros, e são fonte de emprego para cerca de 3,5 milhões de pessoas.