• bannerSitePSDM3jan2020.jpg
Notícias
  Segunda, 18 Março 2019

O Presidente do PSD/Madeira afirma que "ano após ano, o nosso Governo Social-Democrata reforça a verba inscrita para a Saúde Regional, canalizando-a para o pagamento de despesas, melhoria das infraestruturas, contratação de recursos humanos, mais e melhores equipamentos, melhores serviços prestados", o que "é precisamente o contrário do que acontece a nível nacional".

Por isso, acrescenta Miguel Albuquerque, "os ataques demagógicos dos socialistas e seus “compagne de route”, comunistas e bloquistas, contra o Serviço Regional de Saúde, na Madeira, visam também lançar uma cortina de fogo sobre o enorme desinvestimento do governo das esquerdas no Serviço Nacional de Saúde (SNS)".

O líder social-democrata lembra que, "com a 'geringonça', o Serviço Nacional de Saúde recebeu menos 2 mil milhões de Euros, comparando com os anos da Troika". E os resultados são os cortes no fornecimento de medicamentos e material clínico, cirurgias adiadas, doentes amontoados nos corredores; a maior onda de demissões de sempre em unidades hospitalares; greve dos enfermeiros; contestação de médicos e utentes.

"Mas o Governo das esquerdas não só investiu menos como também não pagou o que investiu. Segundo o Tribunal de Contas a divida consolidada do SNS, em 2017, aumentou mais de 21% face a 2016 e mais de 51% face a 2014."