• bannerSitePSDM3jan2020.jpg
Notícias
  Terça, 19 Fevereiro 2019

A renovação de quadros e a regularização dos precários da Administração Pública Regional são medidas essenciais para assegurar a melhoria dos serviços prestados à população. Trata-se, igualmente, de um investimento que dignifica os funcionários públicos.

Ontem, o Governo Regional tornou público que vai abrir cerca de 400 postos de trabalho para o recrutamento de pessoas inscritas nos Programas de Ocupação Temporária de Desempregados (POT) e Programas de Estágios Profissionais, e mais 200 vagas para preencher as lacunas existentes em alguns serviços. Um investimento enaltecido por Esmeralda Gonçalves, membro dos TSD da Administração Pública.

“É necessário assegurar a dignificação e renovação da Administração Pública Regional, através de medidas concretas. E este Governo regional já deu provas que tem uma preocupação para com os quadros públicos”, sublinhou.

Exemplificando com as novas contratações, a redução da carga horária de 40 para as 35 horas semanais, o aumento dos dias de férias para 25, ou a reposição do subsídio de insularidade, Esmeralda Gonçalves refere que esta é a “verdadeira retoma do pós-crise” levada a cabo pelo governo social-democrata de Miguel Albuquerque. “O presidente do Governo Regional conseguiu “manter a paz social na Madeira”, porque “dialoga com os diferentes sectores profissionais”.

A funcionária pública, salientou ainda, que o descongelamento de carreiras abrangeu quase 10.000 funcionários, dos quais 6.000 são professores e outros profissionais do SESARAM e do Instituto de Segurança Social.