• Capa_abril_Site-100.jpg
Notícias
  Terça, 20 Outubro 2015

Foi com as sedes de Santa Cruz e de Machico bem cheias que o presidente do PSD Madeira iniciou as reuniões com as bases do partido.

Miguel Albuquerque falou um pouco sobre tudo. A situação política complicada vivida no país, as medidas que já foram realizadas pelo Governo Regional, desde abril passado, o cumprimento dos objetvos traçados para as Eleições Legislativas e até sobre o futuro, colocando o enfoque naquilo que espera que venha a ser realizado em cada um dos concelhos.

"A nossa ideia é o presidente do partido trocar impressões com os militantes relativamente à conjutura regional e à conjuntura nacional", explicou Miguel Albuquerque, que aproveitou o encontro com os miltantes para esclarecer agumas dúvidas que entretanto foram surgindo.

 FAB 9987 760x507

Quanto às Legislativas, sublinhou que o PSD Madeira conseguiu alcançar os objetivos a que se propôs: Ganhou com maioria absoluta, em 50 das 54 freguesias e em 10 dos 11 concelhos.

Já ao nível nacional, considerou que a situação é "complicada", mas acredita que quem ganhou as eleições deve formar Governo. Além disso, salientou que neste momento, qualquer alteração substancial de algumas das políticas que estão a ser seguidas a nível da despesa pública leva a que o país possa entrar rapidamente em desiquilíbrio". "Se não houver responsabilidade, se não houver sentido das proporções nos gastos é evidente que a situação vai descambar", disse, acrescentando que o "mais provável é que haja eleições no próximo ano.

No que diz respeito à Região, existem já, segundo Miguel Albuquerque, sinais de retoma económica, embora continuemos a estar sob resgate.

Concretamente no que se refere aos municípios, o presidente do Partido salientou que nos concelhos onde não é poder o PSD irá continuar a fazer uma oposição "responsável" e "consistente".