• bannerSitePSDM3jan2020.jpg
Notícias
  Sábado, 19 Janeiro 2019

Foi nos últimos quatro anos Secretário-Geral do PSD/Madeira, e na hora de passar o testemunho Rui Abreu percorreu o trabalho desenvolvido nos dois mandatos em que liderou o Secretariado do Partido, e apontou ao futuro.

“Foram muitas as vitórias, mas a mais saborosa de todas será a deste ano”, disse Rui Abreu, que tomou posse no XVII Congresso Regional como presidente do Conselho de Jurisdição do PSD/Madeira. “Há muito tempo que caminhamos juntos, e juntos vamos continuar para enfrentar os desafios de 2019”, acrescentou, dirigindo-se ao “companheiro” Miguel Albuquerque.

Para isso, ressalvou, o Partido precisa de todos os militantes. “O nosso adversário está lá fora e não dentro desta sala”, sublinhou, reforçando que todos, mesmo todos” devem fazer parte das soluções que o PSD/Madeira precisa, e não um foco de problemas.

“O Partido deve estar sempre em primeiro lugar. Jamais os egos e as estratégias de cada um devem sobrepor-se ao partido”, defendeu, prometendo colocar todo “empenho e dedicação” de mais de trinta anos de militância social-democrata ao serviço do Conselho de Jurisdição.

 Alertando para os perigos do populismo para os madeirenses e para a Autonomia, Rui Abreu lembrou que foi o PSD/Madeira que mudou a Região Autónoma nos últimos 40 anos, e vai continuar a liderar as mudanças do futuro. “A vitória está na nossa mão”, sublinhou, antes de agradecer aos membros do Secretariado que o acompanharam, e a todos os funcionários do Partido, militantes e órgãos eleitos pela colaboração e trabalho desenvolvidos.

Um trabalho, explicou, que passou por modernizar o Partido, reforçando e adaptando a comunicação aos novos tempos, sempre com a preocupação de capacitar o PSD/Madeira através de uma aposta clara na formação dos militantes. “Hoje, estou seguro, que temos quadros mais bem preparados.”

Isto, lembrou, em circunstâncias económicas mais difíceis para o Partido – redução para metade da subvenção pública aos partidos – e num período eleitoral intenso. Em dois anos e meio, o Partido passou por quatro eleições: as legislativas regionais, as legislativas nacionais, as presidenciais e as autárquicas. “Nos quatro actos eleitorais, apenas nas Autárquicas não atingimos os nossos objectivos.”

Rui Abreu, terminou com uma mensagem para o novo Secretariado. “Aos companheiros Zé Prada, Rubina [Leal], Rui Nunes, Rui Coelho e Antero [Santana], os desejos dos maiores êxitos para todos vós, que assim também serão para todos nós, para o PSD/Madeira e para os madeirenses. Podem contar sempre comigo.”